A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

12/04/2014 11:17

Madrasta, amante de ex-namorado, confessa co-autoria de morte da babá

Filipe Prado

Quase três meses após morte de babá na Espanha, madrasta de ex-namorado de Patrícia Souza Leal, 28 anos, Katharina, foi presa, depois de confessar co-autoria no assassinato. Eles suspeitavam de que os dois teriam um relacionamento amoroso, enquanto namorava a babá. Patrícia flagrou os dois juntos, por isso rompeu o namoro.

Segundo Sandra, a consulado brasileiro enviou um email relatando que a mulher havia sido presa. “Eles nos avisaram na quarta-feira (9), mas eles afirmaram que ela foi presa no final da semana passada”, contou.

Segunda-feira, de acordo com a tia da babá, o julgamento da mulher deve começar, agilizando o processo de translado do corpo. “Agora o caso está correndo em sigilo absoluto, relatou o consulado”, afirmou Sandra.

Para acelerar o processo de translado, um advogado, contratado e pago pela ex-patroa de Patrícia, acompanhará o caso. “Se a gente não colocasse alguém ali, não íamos ter a liberação do corpo nunca”, disse.

Caso - Patrícia foi encontrada, na noite do dia 15 de janeiro, morta a facadas em seu apartamento, onde já morava a cerca de oito anos. Para transportar o corpo de Madrid até São Paulo, a família precisará pagar R$ 15 mil. Inicialmente, eram necessários R$ 45 mil, mas o consulado brasileiro na Espanha conseguiu reduzir o valor do translado.

O julgamento de Jonathan Josep Lopes começou no dia 21 de fevereiro, por isso o corpo de Patrícia ainda não foi liberado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions