A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 15 de Setembro de 2019

12/09/2019 10:46

Marquinhos visita enfermeiro atacado e anuncia segurança extra em posto

Ubirajara Viana Ferreira, de 35 anos, foi atacado com canivete por paciente no Aero Rancho

Izabela Sanchez e Viviane Oliveira
O prefeito Marquinhos Trad (PSD) saindo da Santa Casa, onde visitou enfermeiro atacado (Foto: Viviane Oliveira)O prefeito Marquinhos Trad (PSD) saindo da Santa Casa, onde visitou enfermeiro atacado (Foto: Viviane Oliveira)

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) e o secretário municipal de saúde José Mauro Filho visitaram, na manhã desta quinta-feira (12), o enfermeiro Ubirajara Viana Ferreira, de 35 anos, atacado com canivete por um paciente do Caps (Centro de Assistência Psicossocial) do bairro Aero Rancho.

Ubirajara está internado na Santa depois de ter sido atingido no abdômen, rosto e cotovelo esquerdo. Marquinhos disse que o profissional está bem, “conversando” e já se alimenta normalmente. “Sorte que ele [paciente] foi controlado há tempo”, comentou Marquinhos.

O prefeito também anunciou a presença de mais um guarda municipal no Caps. Antes da Santa Casa, Marquinhos e o secretário visitaram a equipe da unidade de saúde mental no Aero Rancho.

“Essa situação é um incidente ocasional. Esse paciente já se trata lá desde 2016, fazia terapia coletiva e o condutor da terapia era o enfermeiro, eles se conheciam há muitos anos”, disse Marquinhos. O paciente chama-se carlos Gomes da Silva, tem 34 anos e atacou o enfermeiro quando ele pegava arquivos de outros pacientes.

José Mauro reclama que o Brasil tem enfrentado problema de estrutura na atenção à saúde mental. Os Caps, disse, não têm a estrutura necessária para abrigar pacientes “em surto”. Ele afirma que os funcionários reclamam de estarem vulneráveis à violência no local, que também contempla CRS (Centro Regional de Saúde) e UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) e está sempre aberto.

O novo guarda municipal que vai atuar no complexo de saúde ficará apenas no espaço que compreende o Caps, já que os outros dois profissionais de segurança ficam responsáveis pelo CRS, UBSF e Caps.

“Qualquer pessoa entra lá. Não tem como saber se a pessoa entra armada ou não”, comentou o secretário. O Caps também recebeu a visita do secretário de segurança do município, Valério Azambuja. Segundo José Mauro, o local já foi alvo de outros casos de violência, que “não são esperados”.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions