A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

21/06/2015 18:58

Medo espalhado de suposto incendiário no Nova Lima não se confirma

Lúcio Borges

A suspeita de que havia um incendiário, causando incêndios proposital, na região do bairro Nova Lima, norte de Campo Grande, na tarde deste domingo (21), não se confirmou e a população pode se tranquilizar. De acordo com o Ciops (Centro de Operações de Polícia) da Capital, o rumor que até rendeu atendido de pelo menos três ocorrências de fogo na região hoje, foi devido, em dois deles, por briga “entre vizinhos”, em discussão envolvendo dois homens, que acabou com casas incendiadas. O caso, espalhado na área e pelas redes sociais até causou certo temor entre os moradores.

De inicio foi passado ao Corpo de Bombeiros que um homem, armado com canivete, estaria causando os incêndios. Ele estaria usando calça jeans e camiseta verde. As informações davam conta que os incêndios foram controlados, mas o homem ainda estaria solto e provocando mais casos.

Os bombeiros assim acionaram a Polícia Militar para atender a ocorrência, que passava a ser de responsabilidade policial em investigar e prender o suposto “louco” criminoso. O caso foi registrado em boletim de ocorrência na Depac- centro, que faz o plantão do fim de semana e atende também aquela região.

Assim, os policiais militares saíram em busca pela região, mobilizando até mais forças de segurança do Estado, para descobrir o incendiário. Contudo, chegou-se a conclusão que uma discussão envolvendo dois homens, acabou com duas casas localizadas no Bairro Nova Lima, queimadas na tarde deste domingo. Ainda não se sabe o motivo da discussão.

Os Casos

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, uma das residências na Rua Claudio Manoel da Costa teve o quarto e a cozinha atingidos pelo fogo. Foram utilizados 100 litros de água para controlar as chamas. O incêndio teria sido a forma de um dos homens se vingar depois de ter se envolvido na briga.

Um dos moradores da casa, Bruno Alves, de 20 anos, que reside no local com dois irmãos, revelou que um rapaz conhecido como Tatá foi até a residência, ateou fogo no colchão e o ameaçou com uma faca. Para se defender ele acabou o agredindo com um capacete.

Porém, se descobriu, que horas antes um dos irmãos de Bruno teria ido até a casa de Tatá e começado uma briga, ocasião em que também acabou incendiando o local.

 

Brinquedos feitos por detentos são doados para crianças em escola
Parceria feita entre a a Semed (Secretaria Municipal de Educação) e a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) garantiu ne...
Falta de pagamento faz prefeitura suspender hemogramas na rede pública
A falta de pagamento para um fornecedor de insumos fez com que a prefeitura de Campo Grande suspendesse a partir desta quarta-feira (13) a realização...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions