A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/01/2014 14:34

Menino com Síndrome de Down estava debilitado ao se afogar, afirma tio

Viviane Oliveira

O vendedor José Cícero de Sá, 38 anos, tio do menino de 9 anos que morreu afogado na madrugada de ontem (5), disse que no momento do acidente a família estava em casa e o portão da grade que protege a piscina fechado.

Segundo o tio, Jaques Vinicius de Sá Silva tinha Síndrome de Down e não conseguia andar, apenas engatinhava. No dia do acidente, a mãe tinha acabado de dar mamar para o menino no quarto, quando foi até a cozinha abrir o portão para um parente entrar em casa.

Por questão de minutos, o menino foi engatinhando para o fundo do imóvel, abriu a grade de proteção e começou a brincar com a água, momento que escorregou e caiu. “Foi questão de minutos, mas como ele estava muito debilitado porque não conseguia se alimentar, acabou não resistindo”, diz o tio.

Acidente – Jaques morreu por volta da meia-noite do dia (6), no HU (Hospital Universitário), após se afogar na piscina da casa, no domingo (5), por volta das 17h, na Rua Enseada, no Bairro Coophavila II.

O menino foi socorrido pelo pai e encaminhado ao posto de saúde do Coophavila. Depois foi levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para o HU, onde morreu.

A versão inicial era de que o menino morreu no momento em que a família soube da morte da vizinha, que tinha mobilizado policiais e bombeiros. 



Deixa eu ver se entendi. Se fosse então em uma instituição municipal ou estadual, seria descuido. Mas como foi doméstico é acidente? É isso mesmo?
 
Miriam Pereira em 07/01/2014 15:13:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions