A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

23/10/2013 20:21

Modernização da aviação reforça importância da Base Aérea para Campo Grande

Zana Zaidan

Autoridades e todo efetivo da Base Aérea de Campo Grande participaram hoje (23) da comemoração do Dia do Aviador. Instalada em 1932, como Núcleo de Destacamento de Aviação, a base acompanhou a transformação da cidade como Capital do recém-criado Mato Grosso Sul, e contribuiu estrategicamente para a evolução populacional e da urbanização da cidade.

“Campo Grande, o Estado e a Base Aérea cresceram juntos. Começamos como um Núcleo e conforme a importância estratégica da base se tornava mais evidente, nasceu a base. Hoje, estamos quatro vezes maior e com efetivo de quase mil homens e um aparato tecnológico muito maior”, afirma o atual comandante, Coronel aviador Flávio Eduardo Mendonça Tarraf.

“A Base Aérea de Campo Grande sempre foi parceira da municipalidade, quando fui prefeito, e agora do governo do Estado. Muitas ações a base tem viabilizado, e presta um serviço imprescindível à nação e ao nosso Estado, em particular, devemos ser muito gratos por isso. Vim prestigiar porque merece o nosso prestígio”, reforça o governador André Puccinelli (PMDB), que participou da solenidade.

Em formação, todo o efetivo da Base Aérea de Campo Grande participou da homenagem ao Dia do Aviador (Foto: Cléber Gellio)Em formação, todo o efetivo da Base Aérea de Campo Grande participou da homenagem ao Dia do Aviador (Foto: Cléber Gellio)

Missões - Veterano da aeronáutica, Jorge da Luz, 64 anos, é oficial da reserva há 15, mas guarda na memória com precisão de datas as operações de resgate que participou enquanto serviu no 2° Esquadrão do 10° Grupo de Aviação, o Esquadrão Pelicano, unidade especializada em salvamento que opera em Campo Grande.

“Não me esqueço de um resgate que fizemos em Rochedinho, em 1988. Eram onze e meia da noite, um avião com cinco tripulantes, todos japoneses, que tinha decolado em Araçatuba (SP) caiu na Serra da Bodoquena. A gente vai esperando encontrar o pior, e chegando, lá o avião estava pegando fogo. Mas eles já tinham conseguido sair, e estavam todos vivos. Ver que eles não conseguiam conter o choro ao ver que seriam resgatados, não existe dinheiro que pague, é uma emoção muito forte. Pousamos com eles na base em Campo Grande 1 hora da manhã, e ficou tudo bem”, relembra.

Por outro lado, existem os dissabores. “Já participei do resgate de muitos companheiros, que não sobreviveram. Faz parte do nosso trabalho ter este tipo de decepção, mas o trabalho no 2º/10 foram os melhores anos da minha vida e tudo que tenho hoje devo a ela”, acrescenta o veterano, que ingressou na FAB em Florianópolis (SC), e foi um dos que contribuiu para o crescimento populacional de Campo Grande.

Além do Pelicano, a base é composta pelo esquadrão Onça, unidade de transporte aéreo e logística, Flecha, com aeronaves de caças, e o Pára-sar, composto por paraquedistas para salvamento aeroterrestre.

Neste ano, pela primeira vez alunos da escola municipal Santos Dumont participaram da comemoração. A escola fica no bairro Santo Amaro, próximo ao aeroporto, e há 56 anos foi construída para receber filhos de militares da Aeronáutica. “Escolhemos, entre 600 alunos, os que tiraram melhores notas. A intenção é ensinar conceitos de meritocracia e incentivá-los, com o passeio, a continuar estudando”, conta a diretora Elaine Cavalcante Munhoz.

Governador André Puccinelli e o comandante da Base, coronel Tarraf (Foto: Cléber Gellio)Governador André Puccinelli e o comandante da Base, coronel Tarraf (Foto: Cléber Gellio)
Modernização da aviação reforça importância da Base Aérea para Campo Grande

Dia do Aviador - A data foi escolhida em 1936 pelo presidente Getúlio Vargas, em homenagem ao aviador Alberto Santos Dumont, que recebeu a taça Archdeacon, oferecida pelo Aeroclube da França, no dia 23 de outubro de 1906.

A premiação, dada no Campo de Bagatelle, na capital francesa Paris, seria oferecida para quem conseguisse fazer máquina mais pesada que o ar e movida por próprios meios, voasse uma distância maior que 25 metros.

Com o 14-BIS, Santos Dumont conseguiu decolar em pouco espaço e voar por aproximadamente 70 metros, vencendo o prêmio.



Pena que o Governo Federal, não valoriza como devia, estes heróis destacados.
 
Valter Oliveira em 23/10/2013 22:15:20
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions