A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

24/02/2015 18:06

Moradores do Residencial Nelson Trad pedem socorro à Câmara Municipal

Vanda Escalante

Durante a sessão desta terça-feira (24), a Câmara de Vereadores de Campo Grande recebeu um grupo de moradores do Residencial Nelson Trad, que foram pedir ajuda para sanar problemas estruturais nas moradias.

Inaugurado há cerca de oito meses, o residencial apresenta paredes com infiltração, fissuras, vazamentos, luminárias em curto circuito, rachaduras, goteiras, e muito mofo, segundo relataram os moradores do condomínio Beladona, um dos cinco que integram o Residencial, no Jardim Carioca.

Por meio de uma rede social, alguns moradores fizeram contato e pediram ajuda do vereador Otávio Trad (PTdoB) para intermediar a resolução desses problemas, tendo em vista que o parlamentar atuou na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Homex, instaurada na época para apurar irregularidades cometidas pela construtora mexicana em empreendimentos imobiliários na Capital.

As obras do Residencial foram executadas pela construtora Brookfileld Incorporações. Segundo o síndico do condomínio, Zildo de Oliveira, as paredes apresentam várias rachaduras e fissuras. Por conta da infiltração, o cheiro de mofo tem incomodado principalmente aos moradores que sofrem com problemas de saúde. “As pessoas estão em uma situação muito difícil e por isso estamos buscando apoio agora. Se já está assim em oito meses, imagina como estará daqui alguns anos? Tem de ser feito algo agora que ainda está na garantia”, explica.

Conforme explicou o vereador, as questões apontadas pelos moradores serão discutidas durante audiência pública a ser realizada dia 17 de março às 14h com a Comissão de Justiça e Comissão de Obras da Casa de Leis. “Esperamos ter mais facilidade dessa vez porque no caso da Homex, os representantes nunca compareceram e até então, a Brookfield é uma empresa idônea e com credibilidade no mercado”, declarou.

Além de enfrentar os problemas nas unidades residenciais, os condôminos também fazem críticas à falta de infraestrutura da região. De acordo com a subsíndica, Norma aparecida Ortiz Mendonça, as principais reclamações dizem respeito à falta de Ceinf (Centro de Educação Infantil) e UBS (Unidade Básica de Saúde) na região. “As mães não têm lugar para deixar os filhos para que possam trabalhar. Também não tem nenhum posto de saúde por perto. Existem muitos idosos no residencial e eles precisam se deslocar para longe para conseguir uma consulta”, relata.

O residencial abriga 1.624 famílias, o que corresponde a aproximadamente 6 mil pessoas. “Construíram e não pensaram nas condições necessárias para atender a quantidade de moradores. Não tem estrutura adequada”, enfatiza Norma.

O Residencial Nelson Trad foi construído com recursos do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal, além de contrapartida do estado e município. A primeira etapa do Residencial foi entregue em junho de 2014 e a segunda etapa em novembro. Segundo dados oficiais, foram investidos R$ 90 milhões nos 808 apartamentos.

Para a construção, o governo federal subsidiou parte do investimento para as famílias e a outra parte paga pelo beneficiado em prestações de até 10% da renda familiar durante dez anos. Cada apartamento tem 43 m² de área construída, com dois quartos, cozinha, copa e área de serviço com o custo total de R$ 54 mil. Os imóveis estão divididos em cinco condomínios: Acácia, Jasmim, Tulipa, Beladona e Bromélia.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions