A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

13/10/2015 20:52

Mulher assaltada agradece equipe que a socorreu e ajudou prender ladrão

Alan Diógenes
Professora foi ao quartel agradecer os bombeiros através de carta. (Foto: Divulgação)Professora foi ao quartel agradecer os bombeiros através de carta. (Foto: Divulgação)

Uma professora de Letras da Capital encontrou uma forma de demonstrar gratidão à equipe do Corpo de Bombeiros que a socorreu e conseguir deter um ladrão durante um assalto. A mulher foi agredida, teve objetos roubados, mas conseguiu recuperá-los com a ajuda dos militares.

Tudo aconteceu há algumas semanas, quando um ladrão armado com uma faca invadiu a residência de Juliana Nogueira Aguena, 37 anos, em frente ao Shopping Norte Sul Plaza. Além de entrar em luta corporal com ela, o criminoso fugiu levando notebooks, joias e celulares.

Um motociclista que passava pelo local viu a situação e percorreu alguns metros quando abordou uma viatura dos Corpo de Bombeiros. A equipe do quartel Costa e Silva foi de encontro com o bandido que à ameaçou com a faca.

Desta forma, os bombeiros entraram na viatura e perseguiram o ladrão que adentrou na Vila Nhá-Nhá, entrou no Rio Anhanduí e retornou à Avenida Ernesto Geisel. A Polícia Militar, que já havia sido acionada, conseguiu prender o ladrão, que estava cercado pelos bombeiros.

“Conseguimos recuperar todos os objetos e ainda encaminhar a vítima que tinha sido agredida, com vários edemas e escoriações ao CRS (Centro Regional de Saúde) do Bairro Tiradentes”, contou o sargento Vlademir Ceolin Haine, 35.

Como forma de agradecimento à equipe, na última sexta-feira (9), Juliana levou uma carta ao quartel. “É muito difícil alguém reconhecer nosso trabalho, então não é comum um fato como esse. Naquele dia o caso era de polícia, mas pensando na vítima resolvemos ajudar. O agradecimento é uma motivação a mais, não só para mim como para toda a tropa”, comentou o sargento Vlademir.

Juliana conta que a primeira coisa que passou pela sua cabeça no momento só assalto era de que o ladrão houvesse feito algo com os pais idosos. “Eu imaginava que meus pais estava em casa. Quando vi o ladrão com as mãos cheia de sangue, imaginei que o pior houvesse acontecido”, mencionou.

A professora chegou a entrar em luta corporal com o bandido, quando ele pediu a chave do seu veículo Ford Ká. “Eu tive aulas de auto defesa e fiz Kung Fu. Meu professor sempre me ensinou a me defender”, destacou.

Juliana revelou o porque foi atrás da equipe de bombeiros para agradecer. “Na maioria das vezes as pessoas criticam os bombeiros e nunca pensam em agradecer. Fui homenageá-los por que eles fizerem o bem sem olhar para quem, afinal também”, finalizou.

Mulher é assaltada e apanha ao surpreender ladrão dentro de casa
Uma mulher de 37 anos foi agredida durante assalto por volta das 14h40 deste domingo (20),próximo ao shopping Norte Sul Plaza, em Campo Grande. De ac...
Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Bombeiro é sinônimo de herói, em todos os sentidos.
 
Guaraci Mendes em 14/10/2015 08:31:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions