A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

06/11/2014 15:34

Mulher atropelou 4 motos após fugir com carro da mãe e sequestrar filhos

Michel Faustino e Edivaldo Bitencourt
Após atropelar quatro motos, a mulher fugiu levando os filhos. (Foto: Direto das Ruas)Após atropelar quatro motos, a mulher fugiu levando os filhos. (Foto: Direto das Ruas)

A história da mulher, que atropelou quatro motocicletas e fugiu a pé, na manhã de ontem (5), revela mais que um “simples” acidente de trânsito. O ocorrido é mais um ápice no drama de uma família de um usuário de drogas. Conforme um funcionário público, a irmã é usuária de drogas, “sequestrou” os dois filhos e estava fugindo com o carro da mãe, quando se envolveu no acidente.

De acordo com o homem, que não terá o nome divulgado para preservar a família, o “problema” não é recente. Segundo ele, o envolvimento da irmã, que têm 33 anos, com as drogas, foi “agravado” a partir de 2009. Ele diz que desde então a família vive um “pesadelo”.

Ele relata que antes de se envolver no acidente, a irmã foi à casa da mãe, no Bairro São Bento, e exigiu que ela lhe desse dinheiro. Ao ter o pedido negado, a mulher agrediu a mãe e fugiu da casa, após roubar o veículo, levando junto os dois filhos, um casal de gêmeos de apenas quatro anos que estavam passando o dia na casa da vó.

Segundo o irmão,o fato da mulher ser totalmente dependente, e fazer o uso frequente de drogas, fez com que ela perdesse a guarda dos dois filhos, que hoje moram com um de seus irmãos.

Segundo ele, a irmã morou até o começo do ano com a mãe, porém, devido as recorrentes agressões e roubos, ela foi “expulsa” da casa.

“Ela morou com a minha mãe até o começo do ano, mas resolvemos tirar ela de lá porque ela acabou com tudo o que minha mãe tinha. Hoje na casa dela só tem uma geladeira e o fogão, o resto ela vendeu tudo. E além disso, ela batia na minha mãe praticamente toda vez que ia pedir dinheiro, sempre sob o efeito das drogas”, disse.

Ele relata que o estado de saúde de sua mãe, uma senhora de 70 anos, foi agravado devido a situação. “Hoje minha mãe está muito acabada. Tudo por causa disso. Ela chegou a ter um principio de AVC (Acidente Vascular Cerebral) tudo por causa do nervoso que ela passou”, disse.

O funcionário público diz que a família já tentou por diversas vezes ajudar a irmã, inclusive propondo a internação, porém, ela se recusou a se tratar.

“A gente não sabe mais o que faz. Agora temos que conviver com isso. Além de correr o risco dela voltar a qualquer momento na casa da minha mãe e agredi-la. Fora que não sabemos com que tipo de gente ela se envolve”, relatando que há cerca de 3 meses traficantes foram até a casa de sua mãe para cobrar uma divida feita pela irmã.

Acidente - Quatro motocicletas foram “atropeladas” por um veículo Ford Ka na manhã de ontem. Conforme testemunhas, a condutora do carro perdeu o controle, subiu na calçada e atingiu as motos estacionadas. Depois, fugiu a pé. O acidente foi na esquina da avenida Eduardo Elias Zahran e rua Spipe Calarge.

“A proprietária do carro estava com duas crianças e jogou pedras nas pessoas que foram atrás dela”, afirma a secretária Graciely Ferreira, 31 anos. Ela é dona de uma moto Biz, que foi parar embaixo do Ford Ka. A secretária estava em uma agência bancária quando foi informada de que as motos foram atingidas pelo veículo.

Proprietário de uma Yamaha Factor, o servidor aposentado Natal Moreira, 62 anos, conta que foi atrás da motorista, mas não teve êxito. Com a batida, a moto ficou danificada e com vazamento de combustível.

“Só a oficina vai conseguir dizer o valor do conserto”, diz o autônomo José Paulo Pereira, 42 anos, dono de uma das motos atingidas. Ele havia emprestado a motocicleta para que o irmão fosse ao banco.

Conforme a BPTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito), as quatro motos e o carro têm documentação em dia. Diante da fuga da condutora, o Ford Ka foi guinchado até o pátio do Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito). A orientação é que os motociclistas procurem a Justiça para cobrar os danos. Não houve feridos no acidente.



Pior são as pessoas que ajudaram essa mulher achando q o dinheiro ia pra causa animal
 
Pah em 06/11/2014 20:18:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions