A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

13/02/2014 10:26

Mulher é condenada a pagar R$ 2 mil por xingar cunhado no Facebook

Edivaldo Bitencourt

A Justiça condenou uma mulher a pagar R$ 2 mil a título a indenização por danos morais por ofender o cunhado no Facebook. A sentença é do juiz substituto na 9ª Vara Cível, Roberto Hipólito da Silva Júnior.

Ele condenou T.R.S. (os nomes não foram divulgados porque o caso tramita em segredo de Justiça) a indenização ao cunhado R.A.Z.G.. Ela vinha fazendo comentários ofensivos porque ele praticava violência doméstica contra a esposa.
Na Justiça, a mulher reafirmou que as acusações são verdadeiras e que o autor agrediu sua irmã.

Para acatar as alegações do homem, o magistrado considerou que a investigação policial não se transformou em ação penal e até as medidas protetivas foram revogadas.

O juiz sustentou ainda que a ocorrência ou não das agressões não dá direito para que ninguém ofenda a honra de quem quer que seja, principalmente, na rede mundial de computadores, em que milhares de pessoas têm acesso.

Silva Júnior destacou que as mensagens postadas pela cunhada revelam que ela tinha a intenção de ofender a honra do homem.



No caso o Juiz considerou a investigação: Para acatar as alegações do homem, o magistrado considerou que a investigação policial não se transformou em ação penal e até as medidas protetivas foram revogadas. isso se tratava de conversa fiada que deu em condenação por danos morais principalmente em rede sociais
 
Eduardo Gomes em 13/02/2014 17:32:36
Ninguém xinga ninguém a toa não!
A Culpa é da própria justiça, que não faz nada!!!...
Quando as mulheres vão pedir ajuda para ser amparada, nunca encontra no momento de desespero essa ajuda. Pede para aguardar um determinado dia...uma hora pode ser demais na mãos do agressor, por isso muitas mulheres morrendo aí! A justiça tem que agir imediato...Pensa que as mulheres gostam de entrar numa delegacia para denunciar os seus companheiros, acredito que não! Então se foi porque está muito grave a situação dessa mulher, pense nisso. um dia pode custar caro de mais para ela. Agora se a irmão xingou porque não aguenta mais ver essa pessoa fazer o que deve fazer com a irmão e ninguém faz nada! CADE A JUSTIÇA. agora vem com essa de pagar pela moralidade,e a proteção da irmã? é mole neh.
 
Soraia Ferreira em 13/02/2014 15:41:58
Esse sr. Antonio Silva não tem percepção da realidade..
 
JESSICA MACHADO em 13/02/2014 15:01:29
Excelente decisão do Juiz. A irmã que seria a suposta agredida não se manifestou.O triste é ver alguns cavaleiros brancos como esse Ricardo Grião já saindo em defesa das donzelas como se todas fossem seres angelicais que nao ofendem e nem caluniam ninguém.Saiba que a lei "Maria da Lenha" é muito mal aplicada e interpretada. A palavra da mulher e sua versão dos fatos são tidos como verdadeiras e muitos pais são acusados injustamente , proibidos de ver os filhos e tem sua reputação jogada no lixo. Saiba meu caro que as mulheres também enganam , forjam situações e se colocam de vitima perante a sociedade.Querem igualdade mas não querem arcar com as conseqüências de seus atos impensados. PS..Desbloqueiem meu IP .
 
walter Kovacs em 13/02/2014 14:16:08
Por falta de bons usuários, e de bons costumes, o facebook está deixando de ser um excelente veículo de comunicação, para ser um veículo de calúnia, difamação, e ameaças pessoais.
Um dos costumeiros usuários do facebook difamatório é o Sr. Bernal.
Todos os dias ele conta suas novidades, contra vereadores e outros políticos, daí nascem as intrigas que não são poucas.
Lamentável.
 
VALDIR VILLA NOVA em 13/02/2014 14:06:40
CONCORDO CONTIGO RICARDO GRIÃO.
 
VILMA ROSA DA SILVA GEROLIM em 13/02/2014 13:46:37
O Código Penal possibilitou que agressores de mulheres âmbito doméstico ou familiar sejam presos em flagrante ou tenham sua prisão preventiva decretada, estes agressores também não poderão mais ser punidos com penas alternativas, a legislação também aumenta o tempo máximo de detenção previsto de um para três anos, a nova lei ainda prevê medidas que vão desde a saída do agressor do domicílio e a proibição de sua aproximação da mulher agredida.
 
Caroline Costa Figueira em 13/02/2014 13:22:00
Resumindo... Se eu matei algumas pessoas de proposito e algum me chamar no facebook de assassino eu posso ganhar uma grana aos olhos da justiça... Mas que m.. heim...
 
Frank William em 13/02/2014 12:29:58
E quem garante que foi a cunhada, outra pessoa pode ter chegado lá e postado no lugar dela.

E outra, agora tudo que vc posta no facebook é crime?
 
Cyro Chan em 13/02/2014 12:26:16
Aqui no mato grosso do sul está virando rotina quem não tem bom comportamento ser amparado pela justiça. Voce pode abrir conta em banco, dar o calote e quando for cobrado, entra com ação de danos e em muitas vezes ganha, pode ter 200 ocorrências na serasa mas se alguém te negar crédito, você entra com danos morais e ganha, e por aí vai...
Mas as mulheres que vivem apanhando dos companheiros não tem nenhum tipo de proteção da justiça, a não ser a batida e ineficiente "medida protetiva", aquela em que o juiz diz: fulano, você está proibido de se aproximar da sua ex". Todos sabemos que não serve pra nada.
 
ricardo griao em 13/02/2014 10:53:12
BEM FEITO , SE A PESSOA É AGREDIDA , QUE PROCURE SEUS DIREITOS .
 
antonio silva em 13/02/2014 10:40:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions