A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

05/11/2017 12:15

Na UCDB, atrasados fazem a alegria dos “expectadores de Enem”

Ângela Kempfer e Liniker Ribeiro
Amigos dizem que foram até a UCDB só para ver os atrasados. (Foto: Liniker Ribeiro)Amigos dizem que foram até a UCDB só para ver os atrasados. (Foto: Liniker Ribeiro)

Com o tempo encerrado, a última candidata passou por baixo do portão da UCDB, pela fresta, antes do fechamento completo, para garantir participação na primeira fase do Enem neste domingo (vídeo no fim da matéria). Um show e tanto para quem saiu de casa com vontade de se divertir da desgraça alheia.

Os amigos Lucas Barreto, 19 anos, Andreza Alves, 18, e Marcus dos Santos, 19, moram na região e resolveram ir até a universidade para assistir a saga dos atrasados. “A gente não tinha o que fazer, então viemos. Imaginei que ia chegar e ver um ônibus lotado de atrasados, mas deu para ver, pelo menos, uma manobra legal”, justifica Lucas. Andressa esperava mais do dia na porta do Enem. “Estou decepcionada, mas feliz porque as pessoas parecem mais conscientes”, afirma.

Amigas saíram do trabalho faltando pouco para a prova, e perderam o Enem.  (Foto: Liniker Ribeiro)Amigas saíram do trabalho faltando pouco para a prova, e perderam o Enem. (Foto: Liniker Ribeiro)

O triste espetáculo é certo, todos os anos, graças às confusões. Delza Bando foi até a UCDB levar o filho de 15 anos, que usaria a prova só para treinar. Pensou que os portões abririam às 12h, mas não imaginou que em Mato Grosso do Sul as coisas são diferentes. “Não falaram que era horário de Brasília”, argumenta.

Mesmo assim, ela se diz frustrada com a perda da oportunidade. “Passei com ele aqui no portão faltando poucos minutos do meio-dia, mas resolvi estacionar para vir com tranquilidade. Quando chegamos, já estava fechado”, conta a mãe que chegou à entrada às 12h03.

No total, 5 perderam a prova por conta do atraso na UCDB.

Natalia de Oliveira, de 32 anos, e Kelly Dias, de 28, trabalharam pela manhã no Hospital São Julião e seguiram também calmamente até UCDB, pensando no horário de Brasília.

“No documento do candidato está dizendo abertura dos portões às 12h”, argumenta Natalia, apesar das letras garrafais informarem no documento que o horário descrito se refere a Brasília.

Para Kelly, o jeito é continuar com a vida normal neste domingo. “Teve o prejuízo do valor da inscrição. Mas agora só me resta voltar o trabalho”, diz.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions