A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/02/2011 10:16

Nova tarifa de ônibus na Capital traz reclamações antigas de usuários

Fabiano Arruda e Ricardo Campos Jr.

Desconforto, lotação e atrasos estão entre as queixas

Divone Ribeiro diz que ônibus são “desconfortáveis e barulhentos”. (Foto: João Garrigó)Divone Ribeiro diz que ônibus são “desconfortáveis e barulhentos”. (Foto: João Garrigó)

O novo valor da tarifa de ônibus em Campo Grande, definido na sexta-feira em R$ 2,70, trouxe cobranças recorrentes de usuário do transporte coletivo urbano. A tarifa passa a vigorar a partir do dia 28 deste mês. Já o “fresquinho” sobe de R$ 3 para R$ 3,20.

A agente administrativa Gladis Bueno, de 31 anos, usuária do “fresquinho”, considerou os novos valores como “caros". Ela afirmou que o campo-grandense não se importaria em pagar mais caro se a frota de ônibus oferecesse mais conforto.

Na opinião de Gladis, um dos principais problemas no transporte está nas gratuidades, que “precisam ser revistas”. “Muitos estudantes não precisam estudar tão longe”, comenta, sugerindo que os alunos frequentassem as escolas do bairro em que moram.

Já a doméstica Elza Pereira dos Santos, de 41 anos, listou uma série de problemas. “Desconforto, atrasos, ônibus que estraga, sem contar que é um desrespeito para quem paga”, reclamou.

 Nova tarifa de ônibus na Capital traz reclamações antigas de usuários

A aposentada Ambrósia Mendonça, 66 anos, tem certeza que a nova tarifa vai pesar no bolso dos trabalhadores. “Às vezes as pessoas nem têm dinheiro para pegar ônibus. Mas para quem trabalha não existe outra solução”.

Ambrósia também define como desrespeito a situação dos idosos no transporte coletivo. “As pessoas sentam (no assento reservado para idosos) e não querem mais levantar. Deveria existir uma placa bem grande que obrigasse quem estiver sentado no assento a se levantar no momento em que o idoso chega”, sugere, pedindo, ainda, mais lugares nos veículos reservados para idosos.

A costureira Divone Ribeiro, também de 66 anos, é mais uma reclamante na qualidade dos veículos da frota. Para ela, os ônibus são “desconfortáveis e barulhentos”. “É muito ruim para quem depende de ônibus para trabalhar”.

Nova tarifa - A tarifa de R$ 2,70 representa um aumento de 8% em relação ao valor atual, de R$ 2,50. O valor novo vale tanto para quem paga em dinheiro quanto para quem utiliza o cartão.

O novo valor foi divulgado na sexta-feira à tarde, após reunião fechada entre representantes das empresas de ônibus, da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e da Agencia Reguladora de Serviços Delegados, que fiscaliza a tarifa dos serviços públicos.

O encontro teve a presença também dos vereadores Vanderlei Cabeludo e Flávio César, líder do prefeito Nelson Trad Filho (PMDB), na Câmara de Vereadores.

Tarifa de ônibus vai para R$ 2,70 a partir de 28 de fevereiro
A partir de 28 de fevereiro, a passagem do transporte coletivo vai custar R$ 2,70 em Campo Grande. O novo preço significa um aumento de 8% em relaçã...
Homem é agredido e sofre afundamento de crânio na Júlio de Castilho
Márcio Ferreira dos Santos, 31 anos, foi agredido e sofreu afundamento de crânio, na noite de ontem (13), na Avenida Júlio de Castilhos, em Campo Gra...
Ceinf recebe nesta quinta parque de pneus construído por detentos
Acontece nesta quinta-feira (14), a partir das 8h no Ceinf (Centro de Educação Infantil) Rafael Abraão - CAIC Aero Rancho, a entrega do parque constr...


Esse aumento satisfez os "empresários"?
 
Orlando Lero em 21/02/2011 12:09:09
o povo tem que parar de choradeira e começar a agir, acho que acabou a vida de cordeiro o povo tem que começar a se manifestar públicamente e não aceitar essas situações atyravés de formas civilizadas com abaixo assinados apitaços buzinaços e greves, achar meios alternativos de fazerem os nosssos representantes sentirem na pele o que é nos representar não fazerem de conta que nos representam
 
João Antonio Marchini em 21/02/2011 11:01:39
pelo que eu bem sei e entendo do transito todos são obrigados a usar cinto de segurança até passageiro, mais não entendo o porque no transporte coletivo não tem cinto de seguraça e porque não é obrigado ??????? essa é uma duvida pela qual todos passageiros se pergunta porque não tem???? porque não é obrigado ????? será qua alguem poderia me dar a resposta ??? .... deveria ter e ser fiscalizado se é tão obrigatorio assim ter e usar o cinto de segurança tanto em carro, caminhão, onibus o que for se é obrigatorio tem que ter e usar não é o certo ????????

"espero que alguem possa me dar uma resposta..."
 
SELLEN ZILDA DINIZ SANTOS em 21/02/2011 10:54:46
Quero saber se todos os passageiros irão ser transportados sentados, com conforto e segurança (todos com cinto de segurança) ou serão transportados como animais......se forem transportados como animais, tenho 3 caminhões boiadeiros, que coloco a disposição do Sr. Prefeito ao comodo valor de R$ 2,00 por cabeça..
Queria saber também qdo a CIPTRAN e AGETRAN , passará a ficalizar coletivos em nossa capital em relação a cinto de segurança, porque em carros particulares somos obrigados a usar cinto de segurança e estamos "sentados", e quem vai em pé tipo macaco...pendurado, precisa de cinto de segurança....alguém me explique, sou leigo neste assunto.
 
Gilmar candido em 21/02/2011 10:50:51
É incrível como o ovo aguenta tudo de boca fechada. Parecem até boi no pasto, só esperando a hora do embarque para ser abatido nos frigoríficos.
 
Ed Borges Dourado em 21/02/2011 10:40:07
VEJAM QUE ENGRAÇADO, A CONTA DE ÁGUA SUBIU QUASE 9%, AGORA O PASSE 8%,SEM CONTAR O AUMENTO DA CESTA BÁSICA E DE OUTRAS GASTOS QUE UMA FAMÍLIA DEMANDA, ENQUANTO ISSO O SALÁRIO MÍNIMO SOBE MENOS DE 7%, ISSO, É DEVIDO A FALTA DE ORGANIZAÇÃO DOS USUÁRIOS E DA POPULAÇÃO EM GERAL SE MOBILIZAREM. SÓ UMA PERGUNTA PARA FICAR NO AR: QUAL FOI MESMO O AUMENTO RECEBIDO POR NOSSOS EXCELENTÍSSIMOS DEPUTADOS E SENADORES?
 
Regiane da Silva em 21/02/2011 03:10:07
Rui Barbosa, além de trafegar a droga dos ônibus oferecidos aos usuários de Campo Grande, escreveu que a ironia é a última parada dos descrentes com os programas do governo. Em Deus confiamos e louvamos.
 
André Fry Dobes em 21/02/2011 02:42:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions