A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

30/04/2012 12:09

Obra de R$ 35 milhões começa no dia 10 na região do córrego Bálsamo

Aline dos Santos
Casas vão abrigar 482 famílias que serão removidas. (Foto: Minamar Júnior)Casas vão abrigar 482 famílias que serão removidas. (Foto: Minamar Júnior)

A partir de maio, a região do córrego Bálsamo, na saída para São Paulo, vai começar a ganhar uma nova cara. No dia 10, às 9h, o prefeito de Campo Grande, Nelsinho Trad (PMDB), assina a ordem de serviço para a 1ª etapa das obras no fundo de vale dos córregos Bálsamo, Segredo e Taquaral - orçada em R$ 35 milhões. Todo o projeto, executado pelo PAC 2 (Plano de Aceleração do Crescimento), prevê investimento de R$ 55 milhões.

De acordo com o secretário municipal de Governo e Relações Institucionais, Rodrigo Aquino, serão realizadas obras para urbanização, remoção de famílias de áreas de riscos e implantação de avenidas. O projeto segue o modelo adotado em outros parques lineares de Campo Grande, como o Imbirussu, Segredo e Lagoa.

A prefeitura está construindo 482 imóveis que vão receber as famílias removidas. “São famílias que estão na área de intervenção, que moram em áreas públicas. É uma desocupação que vai aumentar a área de permeabilidade, atendendo ao plano de combate às enchentes”, salienta Rodrigo Aquino.

Lançamento de obra será no cruzamento da avenida Três Barras com linha férrea. (Foto: Minamar Júnior)Lançamento de obra será no cruzamento da avenida Três Barras com linha férrea. (Foto: Minamar Júnior)

A autorização para o início das obras será assinada pelo prefeito durante evento no cruzamento da avenida Três Barras com a linha férrea, no bairro Rita Vieira.

Lar - As 482 unidades habitacionais estão sendo construídas próximas ao Parque Jacques da Luz, nas Moreninhas. Conforme a prefeitura, são 467 casas padrão, com 35 metros quadrados de área construída, além de 15 casas adaptadas, com 39,48 metros quadrados. O imóvel é composto por dois quartos, sala e cozinha conjugada e banheiro.

Ao todo, a construção das casas soma R$ 27,3 milhões. Além desse montante, oriundo do PAC 2, outros R$ 3 milhões serão destinados para investimentos no processo técnico-social, que dá apoio às famílias.

Eventos de Natal, inauguração de igreja e obras interditam 9 ruas na Capital
A Agetran (Agência Municial de Transporte e Trânsito) informa que pelo menos 9 ruas terão o tráfego impedido neste domingo (17) em Campo Grande. O fe...
Bandidos armados com faca usam carro prata para assaltar vítimas
Dois homens armados com faca em um carro prata - com placas HTI-8594 - assaltaram ao menos duas vítimas, na madrugada deste domingo (17), no Bairro C...
Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...


gostaria de saber se essa retirada inclui as familias ribeirinhas do bairro santo eugenio?
 
zeneuda alves de moura em 30/04/2012 07:50:07
vale ressaltar que a obra e para retirar moradores ribeirinhos do corrego balsamo, esses com risco eminente estando as margens do corrego balsamo, o que nos estranhas e desviar a avenida no bairro santo eugenio e universitário e passa-la na avenida vitor meirelles, local que não tem nenhum risco por estar a mais de 100 metros da margens do corrego, e manter os ribeirinhos do Santo Eugenio e Univ.
 
stella medeiros em 30/04/2012 06:49:25
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions