A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

30/03/2011 17:32

Operação apreende uísque, vinho, cigarro e cerveja em conveniências e supermercado

Aline Queiroz e Paula Maciulevicius

Produtos retirados de circulação somam R$ 80 mil

Garrafas de uísque foram apreendidas na ação feita hoje. (Foto: Divulgação)Garrafas de uísque foram apreendidas na ação feita hoje. (Foto: Divulgação)
Bebidas sem o selo de importação foram apreendidas, assim como as nacionais destinadas à exportação. (Foto: Divulgação)Bebidas sem o selo de importação foram apreendidas, assim como as nacionais destinadas à exportação. (Foto: Divulgação)

Garrafas de uísque, vinhos e cervejas foram os principais produtos apreendidos na operação feita esta manhã por policiais da Decon (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo) e fiscais da Receita Federal.

Também foram retirados de circulação cigarros, narguile e carvão e fumo.

Os produtos apreendidos somam cerca de R$ 80 mil, segundo o delegado titular da Decon, Adriano Garcia.

A ação desta manhã teve início às 8 horas e terminou às 13 horas. Foram envolvidos no trabalho 20 fiscais e agentes da Decon.

Foram fiscalizados nove estabelecimentos, entre conveniências e supermercados.

As equipes encontraram irregularidades nos seguintes comércios: Sadan Festas na Rua Três Barras, conveniência Zap e supermercado Campos, na Avenida Vitório Zeola, Caia Conveniência, no Bairro Piratininga, e Mix Conveniência na Avenida Eduardo Elias Zahran.

Durante dois meses, foi feito um mapeamento dos lugares que passariam pela fiscalização hoje.

Fiscais da Receita Federal se passaram por clientes para constatar as irregularidades.

O objetivo da ação é combater a concorrência desleal e a sonegação fiscal.

Bebidas sem o selo de importação foram apreendidas, assim como as nacionais destinadas à exportação.

As investigações apontam que as mercadorias vinham do Paraguai e da Bolívia.

Todos os produtos foram colocados em caixas lacradas que são encaminhadas à Receita Federal.

Entre os produtos apreendidos, vinhos e narguile. (Foto: Divulgação)Entre os produtos apreendidos, vinhos e narguile. (Foto: Divulgação)
Investigações apontam que as mercadorias vinham do Paraguai e da Bolívia. (Foto: Divulgação)Investigações apontam que as mercadorias vinham do Paraguai e da Bolívia. (Foto: Divulgação)


Não sei se concordo não sei se apoio com tantas mentiras por conta dos legisladores e funcionários isso não é nada....
deixar ou nao deixar eis a situação....
 
João Batista de Jesus em 31/03/2011 12:13:03
Os subembregos gerados por atividades irregurares com certeza não resolvem nenhum problema social, e os lucros ficam nas mão de poucos. É muito irracional justificar certos tipos de crimes só porque são mais leves. O Estado deve combater todos os tipos e a sociedade cobrar a aplicação dos recursos e não ficar só reclamando da corrupção. A notícia que existe corrupção é velha, só reclamar dela não basta!!!!
 
Mário Santos em 31/03/2011 11:04:06
Com todo respeito ao trabalho realizado, porém, acho que os policiais deveriam era esta nas fronteiras, pegando contrabando grande. Na fronteira, além de pegar os grandes, evitaria que essas bebidas chegassem no destino!
 
Marco Antonio em 31/03/2011 10:01:11
MAS DE QUE ADIANTA, O GOVERNO ESTADUAL COBRA IMPOSTO ANTECIPADO DO COMERCIO ACHANDO QUE TEMOS MARGENS ALTISSIMAS, E A PREFEITURA MONTA O CAMELODROMO PARA VENDEREM ELETRONICOS TRAZIDOS DO PARAGUAI NO CARTAO DE CREDITO E PARCELADO AINDA,SENDO QUE SUA FINALIDADE SERIA VENDER ARTESANATO
ISTO ACONTECE EM TODOS OS SEGUIMENTOS DO COMERCIO
 
ALESSANDRO BOGADO em 31/03/2011 09:05:40
Esse tipo de operação devia ser feito com mais frequência e não só em conveniências....
PORQUE NÃO FIZERAM EM BARZINHOS DA AFONSO PENA TAMBÉM.....
 
Carlos Brandao em 31/03/2011 08:20:00
Sim devemos combater a sonegação, estou orgulhoso com os responsáveis por esta operação, mas convenhamos, será que só com combate a sonegação irá sobrar mais R$? como falou o amigo nocomentário anterior.
Até quando nós iremos nos enganar que esse dinheiro será "sobra" para os investimentos tão necessários para a sociedade. Agora eu sempre me pergunto, o que será melhor? Um patrão sonegando impostos e gerando mais emprego ou Governo combatendo-o de um lado, e retirando do outro com poucas possibilidades de gerar mais empregos? Será que o combate a sonegação será tão benéfica assim?
 
Wilson dos Santos em 31/03/2011 07:50:21
E sera que, o comercio de drogas não e coisa mais importante para que as autoridades,batam encima,pois as fronteiras ainda deixam muito a desejar, ossos filhos se não estivermos em cima pode ser adotados por grandes traficantes.E irregular e sim,com certeza,mas deixa o povo trabalhar,e vamos atras dos traficantes bandidos,que não temos mais sossego.
 
Rosilda oliveira dos Santos em 31/03/2011 02:24:00
Na realidade, quem esta sendo pego é o pequeno que esta querendo aumentar seu pequeni lucro, porque além da margem ser pequena a despesa é grande, esse tipo de mercadoria tinha que ser barrado na fronteira, ou melhor, sendo que na maior parte, esses produtos são de origem brasileira, poderia ficar aqui mesmo e ter um preço justo, é só baixar os impostos, mas já houvi dizer que vai ter mais aumento nos impostos..ISSO É UMA VERGONHA.....
 
josé vila em 31/03/2011 02:09:24
"os tempos mudaram"...
kkkkkkkkkkkkkk
só se for pra pior. A corrupção é cada vez maior e a gente tá cada dia mais ferrado.
 
pen taylor em 30/03/2011 11:25:02
E a bandidagem solta, indice de carros roubados aumentando, PMs assaltando, Policiais Civis atirando e o trabalhador que vende suas mercadorias sendo punido, mas diga se de passagem não é legal vender mercadorias importadas, pq realmente gera concorrencia desleal, mas com nossa carga tributária, ninguem se anima, por isso esse indice altíssimo de falencias e consequentemente desemprego.
Ta na hora de colocarmos as mãos na conciencia
 
Gustavo Cesar em 30/03/2011 10:44:29
Parabéns!

Parece que os tempos mudaram, estão combatendo a sonegação, crime que gera consequências graves para a sociedade, se o estado foca-se o combate a sonegação sobraria R$ para investir em direitos sociais minimos para a população...
 
João do Caminhão em 30/03/2011 06:24:13
Concorrência desleal e sonegação fiscal em conveniências são alvos de operação
Policiais da DECON (Delegacia de Repressão aos Crimes Contra as Relações de Consumo), juntamente com a Receita Federal, iniciaram na manhã desta qua...
Homem é ferido a tiro em saída de pagode no Bairro Taquarussu
Giovani Rodrigues Barbosa, 22 anos, foi baleado no tórax na saída de um pagode, na madrugada deste domingo (18), na Avenida Presidente Ernesto Geisel...
Abstenção em concurso da Câmara Municipal da Capital passa dos 30%
O domingo (17) foi de provas para milhares de campo-grandenses, tanto na manhã como no período da tarde, no concurso da Câmara Municipal, que segundo...
Com forte dores, mulher reclama de falta de atendimento em UPA
Mesmo apresentando fortes dores e inchaço na região do estômago, sem conseguir comer a três dias, uma mulher que procurou atendimento na UPA (Unidade...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions