A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 19 de Setembro de 2017

09/09/2017 12:26

Para colegas, soldado era exemplo de dedicação e se foi cedo demais

Marcelle Cristine de 27 anos, que era soldado da PM, morreu num acidente na madrugada deste sábado (9)

Luana Rodrigues e Taynara Menezes
Marcelle Cristine da Silva Marques, adorava esportes, segundo amigos. (Foto: Reprodução/ Facebook)Marcelle Cristine da Silva Marques, adorava esportes, segundo amigos. (Foto: Reprodução/ Facebook)

O sábado é de tristeza e luto no 10º Batalhão da Força Tática da Polícia Militar, que fica no Parque Airton Sena, em Campo Grande. Uma colega dedicada, alegre e companheira se foi, deixando saudades e incompreensão entre os que ficaram. A soldado Marcelle Cristine da Silva Marques, 27 anos, que morreu ao bater o carro contra uma árvore ao deixar o plantão na madrugada.

“É muito difícil de entender, porque ela saiu daqui alegre, elétrica e acontece isso. Muito triste, se foi cedo demais”, comentou uma policial, colega de Marcelle no 10º Batalhão da Força Tática, que preferiu não se identificar.

De Sorocaba, interior de São Paulo, Marcelle era fisioterapeuta, mas em 2014 ingressou no Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul. Formou-se na polícia em 2015, na cidade de Três Lagoas. Sempre foi escoteira e tinha o sonho de vestir uma farda diariamente, mas a realização só veio há um mês, quando ela ingressou no 10º Batalhão da Força Tática.

Antes, Marcelle atuava no setor de inteligência da PM, por isso precisava trabalhar a paisana. “Ela estava super animada com a novidade. Tinha feito o curso para a área do canil e agora queria fazer uma pós-graduação. Estava feliz”, disse outro colega de batalhão.

E não só entre os colegas de farda, a jovem policial era querida. Pelas redes sociais, amigos prestaram homenagens e lamentaram a perda precoce de uma jovem que adora desafios, esportes, aventuras, tinha gosto por viver.

“Grande mulher, linda, de uma alegria contagiante, fizemos alguns períodos da faculdade de fisioterapia juntas, não dá nem para acreditar, que Deus ampare seus familiares”, comentou uma amiga.

A jovem policial não tinha filhos, mas estava noiva e iria se casar em breve. O corpo dela será levado para Araçatuba, cidade onde a família mora.

Acidente - A soldado morreu ao bater o carro em que estava, um Ford Fiesta, contra uma árvore, quando deixava o plantão na madrugada deste sábado (9), em Campo Grande. Segundo informações do boletim de ocorrência, o acidente aconteceu na Avenida Rachid Neder perto da esquina com a Rua Artur Jorge, no bairro Monte Castelo.

Conforme o registro, a vítima estava sozinha no momento da batida e perdeu controle da direção. Ela chegou a ser socorrida até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do bairro Coronel Antonino, mas não resistiu aos ferimentos. As causas do acidente são desconhecidas e devem ser apuradas pela polícia.




imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions