ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 23º

Capital

Parada há 4 anos, obra será retomada no prologamento da Avenida Rita Vieira

Na Avenida Rita Vieira, falta concluir um trecho de aproximadamente dois km para prolongamento chegar na Avenida Guaicurus

Por Viviane Oliveira | 11/12/2019 09:27
Obras que estão paradas há 4 anos serão retomadas no ano que vem (Foto: divulgação/prefeitura)
Obras que estão paradas há 4 anos serão retomadas no ano que vem (Foto: divulgação/prefeitura)

Depois de 4 anos paradas, as obras de prolongamento da Avenida Rita Vieira serão retomadas ainda no primeiro trimestre do ano que vem, segundo a Prefeitura de Campo Grande. Nessa etapa, serão investidos aproximadamente R$ 2,2 milhões. 

Conforme o órgão, na Avenida Rita Vieira, falta concluir um trecho de aproximadamente dois quilômetros para o prolongamento chegar na Avenida Guaicurus. Será necessário remanejar uma adutora da Água Guariroba localizada numa área onde fica o traçado da pista que será aberta.

O trajeto criará uma alternativa viária para quem estiver na Avenida Interlagos (perto do Rádio Clube Campo) entrar no Bairro Rita Vieira e chegar à estação rodoviária e ao Bairro Universitário pela Rua Victor Meirelles. Hoje, esse trajeto é feito pela Rua Professor Hilário da Rocha, uma via estreita, que atravessa uma área residencial. A obra possibilitará uma futura conexão com um segundo acesso às Moreninhas, que ainda será aberto, atravessando os bairros Rouxinóis, Concórdia e Jardim das Perdizes.

Projeto Bálsamo -  O Parque Linear do Balsamo é um projeto de 2012. Ele prevê a abertura de uma ligação viária de 6 quilômetros entre o anel rodoviário (no Jardim Itamaracá) e a Avenida Guaicurus, nas proximidades do Museu José Antônio Pereira. Para que fosse aberto o prolongamento da Rua Victor Meirelles e o acesso ao Terminal Rodoviário, foi necessário o reassentamento de 116 famílias que viviam em áreas insalubres. Já nessa etapa, com o término da Avenida dos Novos Estados, os ônibus que chegam e saem da cidade pelas saídas de Cuiabá e São Paulo, terão acesso ao anel viário sem passar pelo centro da cidade.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário