ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
FEVEREIRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 22º

Capital

PM constatou embriaguez e servidor será investigado por homicídio

Guilherme Pimentel, funcionário comissionado, estava em carro oficial e deve ser exonerado do cargo

Por Jhefferson Gamarra e Mylena Fraiha | 09/12/2023 11:15
Local onde ocorreu o acidente com a vítima encoberta na calçada (Foto: Natalia Olliver)
Local onde ocorreu o acidente com a vítima encoberta na calçada (Foto: Natalia Olliver)

A Polícia Civil iniciou uma investigação sobre o acidente de trânsito envolvendo um servidor público estadual, que resultou na morte de uma mulher de 51 anos, na manhã deste sábado (9), no cruzamento das ruas Antônio Maria Coelho e Bahia. O delegado-geral, Roberto Gurgel, confirmou que o servidor Guilherme de Souza Pimentel, funcionário comissionado, está sob investigação por suspeita de homicídio praticado com veículo automotor, lesão corporal e embriaguez ao volante.

De acordo com delegado-geral, o acidente ainda está sendo minuciosamente investigado pela equipe de perícia da Polícia Civil, onde será determina a dinâmica da colisão, com análise de câmeras e imagens de circuitos de videomonitoramento de comércios, prédios e casas da região, incluindo a análise de possíveis violações de sinais de trânsito e a questão do consumo de bebidas alcoólica.

O servidor público, que dirigia um veículo oficial da frota do Governo de Mato Grosso do Sul, se recusou a realizar o teste de alcoolemia, no entanto, a Polícia Militar constatou a embriaguez. “Um dos meios que a lei prevê é o termo de constatação feito pela Polícia Militar, esse termo foi efetivamente feito, onde a Polícia Militar atesta que ele estava alcoolizado”, afirmou o Gurgel.

Delegado-geral, Roberto Gurgel, durante coletiva de imprensa convocada para tratar do acidente (Foto: Mylena Frahia)
Delegado-geral, Roberto Gurgel, durante coletiva de imprensa convocada para tratar do acidente (Foto: Mylena Frahia)

Uma testemunha que presenciou o acidente foi intimada e será ouvida durante o desenrolar das investigações. O delegado-geral enfatizou ainda a necessidade de aprofundar a apuração, buscando informações sobre a localização do servidor antes do acidente e possibilidade de consumo de álcool em bar, boate e demais detalhes que possam esclarecer os fatos.

Enquanto as investigações estão em andamento, o servidor foi encaminhado para o Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada) onde está sob custódia e aguarda as decisões finais do delegado responsável pela investigação, que decidirá sobre a lavratura do auto de prisão em flagrante ou outras medidas legais pertinentes ao caso.

No final deste manhã, o Governo informou, via assessoria de imprensa, que o funcionário comissionado, lotado na Segov (Secretaria Estadual de Governo), foi “imediatamente afastado de suas funções”. Conforme apurado pela reportagem, como o servidor não tem estabilidade de concurso e estava dirigindo veículo oficial, terá a exoneração publicada em Diário Oficial na segunda-feira (11).

Polícia Militar no local do acidente (Foto: Natália Olliver)
Polícia Militar no local do acidente (Foto: Natália Olliver)

Receba as principais notícias do Estado pelo Whats. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News.

Nos siga no Google Notícias