A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

23/05/2016 12:56

Polícia analisa documentos sobre regularidade de obra onde trabalhador morreu

Viviane Oliveira e Guilherme Henri
Bombeiros trabalham onde trabalhador da construção civil morreu soterrado após queda de muro. (Foto: Fernando Antunes) Bombeiros trabalham onde trabalhador da construção civil morreu soterrado após queda de muro. (Foto: Fernando Antunes)
O outro trabalhador da obra, Oli Martins sofreu fratura na perna esquerda e foi socorrido à Santa Casa.  (Foto: Fernando Antunes) O outro trabalhador da obra, Oli Martins sofreu fratura na perna esquerda e foi socorrido à Santa Casa. (Foto: Fernando Antunes)

A Polícia Civil vai analisar documentos para saber a regularidade da obra, onde um trabalhador morreu e outro ficou ferido após desabamento de muro. O acidente ocorreu na manhã de hoje (23), na Rua Presidente Dutra, no Bairro Monte Castelo, em Campo Grande.

Conforme o delegado Valdir Rogério Benetti, documentos serão analisados para saber se houve negligência por parte da empresa que contratou os trabalhadores. “Se for constatado qualquer irregularidade, o engenheiro responsável pela construção pode ser responsabilizado”, explica a autoridade policial.

Durante a investigação também serão esclarecidos se as vítimas usavam equipamentos de segurança. O caso vai ser registrado como morte a esclarecer na 2ª Delegacia de Polícia Civil. 

Acidente - O trabalhador João Ribeiro Carapia, 48 anos, morreu soterrado após queda do muro, que já estava condenado. A segunda vítima, Oli Martins de Souza, 46 anos, sofreu fratura na perna esquerda. Ele foi levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) à Santa Casa. 

Os dois operários faziam a escavação de um buraco para construção de outro muro, quando o antigo desabou e caiu sobre os trabalhadores.  Conforme o Corpo de Bombeiros, as chuvas dos últimos dias podem ter contribuído para a queda da estrutura. Ainda segundo os socorristas, o trabalhador que sobreviveu não usava capacete de segurança. O engenheiro responsável pela construção da casa, não quis falar com a imprensa.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions