A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

05/10/2017 08:35

Polícia investiga preso da Máxima como mandante de assassinato

A ação faz parte da Operação Sintonia que tem o objetivo de prender integrantes de facção criminosa

Guilherme Henri e Bruna Kaspary
Policiais do Garras durante operação Sintonia (Foto: Marina Pacheco)Policiais do Garras durante operação Sintonia (Foto: Marina Pacheco)

A Polícia Civil cumpriu na manhã desta quinta-feira (5) um mandado de busca e apreensão no Presídio de Segurança Máxima de Campo Grande. Um preso é investigado por ter envolvimento com assassinato cometido em Três Lagoas - a 338 quilômetros de Campo Grande - onde também foram cumpridos mandados de busca. 

De acordo com o delegado Cleverson Alves dos Santos, foi feita revista em uma cela e encontrados diversos materiais ilícitos, que não foram divulgados. Os ilícitos foram apreendidos e levados para o Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco e Resgate a Assaltos e Sequestros).

Delegado Cleverson Alves dos Santos (Foto: Marina Pacheco)Delegado Cleverson Alves dos Santos (Foto: Marina Pacheco)

“A operação é coordenada por Três Lagoas. "Ainda não podemos revelar mais detalhes sobre as ações na Capital, apenas que aqui, por enquanto foi cumprido apenas um mandado”, explica o delegado.

A ação faz parte da Operação Sintonia que tem o objetivo de prender integrantes de facção criminosa, que determinaram homicídio na cidade do interior de MS. No total, participaram três viaturas do Batalhão de Choque da Polícia Militar e uma do Garras.

Matéria editada às 8h48 para correção de informação.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions