A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/01/2013 11:32

Polícia investiga se saiu de presídio ordem de roubo que terminou em morte

Francisco Júnior e Luciana Brazil
Veículo dirigido pela vítima. (Foto: Rodrigo Pazinato)Veículo dirigido pela vítima. (Foto: Rodrigo Pazinato)

A Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) investiga se a ordem do assalto que terminou na morte do motorista David Nunes de Freitas, de 34 anos, partiu de detentos do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Campo Grande.

A vítima foi encontrada ferida com um tiro na cabeça por volta das 9 horas de ontem, as margens da BR-163, próximo ao posto 21 da PRF (Polícia Rodoviária Federal), na saída para São Paulo. David foi levado para a Santa Casa, mas não resistiu ao ferimento e morreu por volta das 18h45.

De acordo com o delegado Geraldo Marim Barbosa, responsável por investigar o caso, está hipótese está sendo apurada. Segundo ele, tudo indica que o assalto deu errado e por isso os bandidos acabaram matando a vítima. “Nesse tipo de crime, os bandidos amarram a vítima e deixa no mato”, disse o delegado que acredita na possibilidade dos assaltantes terem se desentendido durante o assalto.

O delegado afirma que a intenção dos bandidos era roubar o caminhão guincho e levar para o Paraguai. A Polícia ainda não tem pistas dos autores do crime.

O formulário preenchido pelo contratante para o transporte do carro, que poderia contribuir na identificação, não foi encontrado no caminhão.

Lucio Teodoro, 40 anos , dono da empresa em que a vítima trabalhava, veio para Campo Grande juntamente com Jonas Gabriel Neto, de 25 anos, irmão da vítima, para acompanhar o caso. Segundo ele, o frete foi contratado na noite de terça-feira e que em nenhum momento desconfiou da intenção dos bandidos. O transporte de um veículo Fox foi acertado no valor de R$ 1,5 mil.

De acordo com Lúcio, a história contada pelos bandidos era de que o patrão deles havia comprado o veículo em Brasília e foram buscar, porém o motor acabou fundindo.

De Caçu (GO) os suspeitos do crime seguiram com a vítima para Mato Grosso do Sul. Conforme Lúcio, a última ligação que recebeu de David, ele informou que estava no posto Savana esperando receber o restante do pagamento do frete. Depois disso, o dono da empresa não falou mais com o funcionário.

Jonas disse que David iria estava de casamento marcado para fevereiro deste ano. Ele relata que a família esta arrasada com a trágica notícia. Afirma que o irmão já levou calote no trabalho, mas nunca tinha sido assaltado.

O corpo de David será sepultado em Caçu.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions