A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

05/03/2016 10:23

Polícia se prepara para invadir casa onde homem mantém a mãe refém

Ricardo Campos Jr. e Natalia Yahn
Policiais vestiram roupas especiais e estudam invasão (Foto: Marcos Ermínio)Policiais vestiram roupas especiais e estudam invasão (Foto: Marcos Ermínio)

Equipes do BOPE (Batalhão de Operações Especiais) e do BPChoque (Batalhão de Choque) estudam uma invasão à casa onde um homem está mantendo a mãe refém no bairro Vespasiano Martins. Oito militares divididos em duas viaturas chegaram ao local e vestiram roupas especiais de proteção e escudos. Não há identificação dos envolvidos.

Segundo a corporação, havia duas crianças dentro da casa que foram liberadas pelo suspeito às 7h40. Elas são netas da vítima. A ocorrência está sendo tratada como de alta periculosidade, pois o homem aparenta estar sob efeito de drogas e não aceita negociação.

A situação deixou tensa a vizinhança. Quem está em casa foi proibido de sair e quem estava fora, não pode entrar. Curiosos e parentes das pessoas trancadas nas residências estão no local em busca de informações.

“Moro perto e vim tomar café da manhã com a minha filha. Encontrei minha neta de 15 anos indo me avisar que a polícia estava na casa do vizinho. Fiquei muito preocupada, porque não estava conseguindo falar com minha filha. Ela tem um bebê que também está lá dentro, mas parece que está tudo bem”, disse Edenir Aparecida de Lima, 54 anos.

A filha dela, marido e os netos moram ao lado do local onde o suspeito está rendendo a vítima. Por medida de segurança, foram retirados de casa e colocados nos vizinhos.

Todos foram proibidos pela polícia de receber ou fazer ligações para os familiares. “Meu neto está com medo. É uma criança e foi acordado com a polícia tirando eles de casa”, afirma Edenir.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions