A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

19/04/2011 11:27

Policial é encontrado morto a tiro em casa e a suspeita é de suicídio

Aline Queiroz e Ítalo Milhomem

Ele estava afastado do trabalho para tratamento de depressão

Polícia foi acionada para fazer os levantamentos acerca da morte. (Foto: João Garrigó)Polícia foi acionada para fazer os levantamentos acerca da morte. (Foto: João Garrigó)

O policial militar Giovane Freitas foi encontrado morto a tiro esta manhã na própria residência, localizada na Rua Planalto, perto do cruzamento da Avenida Eduardo Elias Zahran, região do Bairro Monte Líbano.

A principal suspeita é de ele que tenha cometido suicídio, segundo informações preliminares divulgadas pela PM (Polícia Militar).

Sueli Pereira da Costa é mãe da namorada do filho do policial.

Ela conta que Giovane trabalhava há 28 anos na PM e estava afastado da corporação há três anos para tratamento de depressão.

O policial estava na casa com a esposa e uma filha quando houve o disparo.

O filho de Giovane foi à residência para acompanhar os levantamentos acerca da morte.

Na residência há policiais e peritos, que farão laudo para apontar a causa da morte.

Abandonado - Na Avenida Eduardo Elias Zahran, perto da casa do policial, um carro foi abandonado.

A Polícia irá apurar se o veículo é produto de furto ou roubo.

O veículo não tem ligação com a morte, porém, devido à movimentação de policiais chama a atenção das pessoas que passavam pelo local.

Eventos de Natal, inauguração de igreja e obras interditam 9 ruas na Capital
A Agetran (Agência Municial de Transporte e Trânsito) informa que pelo menos 9 ruas terão o tráfego impedido neste domingo (17) em Campo Grande. O fe...
Bandidos armados com faca usam carro prata para assaltar vítimas
Dois homens armados com faca em um carro prata - com placas HTI-8594 - assaltaram ao menos duas vítimas, na madrugada deste domingo (17), no Bairro C...


Boa noite, lamento o acontecimento e gostaria de dizer a família do militar que tenha força e sempre pensar que Deus está do lado dele. (falecido) . Mas gostaria de que os PERITOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL levassem em conta o quanto essa doença e triste. pois, já passei tal doença e vários peritos do INSS nem se quer olhavam os laudos do médico acompanhante e também do psicólogo, um descaso com o doente, já cheguei a ouvir de um deles (perito) não vem aqui dopada, (dopada) pois em uso de vários medicamentos anti-depressivo. Gostaria que eles tivessem pelo menos a sensibilidade de saber , quando uma pessoa que está doente (depressão) não procura eles do nada e sim porque quer buscar ajuda para viver e ter uma vida dígna e normal como antes e como todo cidadão merece... infelizmente, foi até lá para conseguir o meu auxilio doença que sou segurada e preciso sobreviver... direito meu trabalhei e agora precisando desse auxilio ouvindo de um PERITO UM DESCASO, ainda me vendo totalmente em medicamentos totura,... abatida, magra e ainda tratam a gente como indigente.... PERITOS INSS. NÃO PRECISAVA ME MANDAR VOLTAR AO TRABALHO, POIS SE ESTIVESSE EM CONDIÇÕES JAMAIS ESTARIA ALI EM BUSCA DE UM AUXILIO, Mas, tudo bem... gostaria que eles tratassem os pacientes com mais humanidade e acima de tudo o respeito pela pessoa depressiva.... pois aí está um grande exemplo de um herói que perdeu a vida por uma doença injusta e que merece muito respeito quando alguem se aproximar deles pedindo ajuda, Alías , nem posso dizer ajuda, pois somos trabalhadores honestos e acima de tudo dignos das nossas competencias e se eles não tem competência, deixa o cargo para um profissional humano, carinhoso, e acima de tudo gostar do que faz, afinal o depressivo não é assassino e simplesmente buscando a saúde. PRECISAMOS PERITOS DA PREVIDÊNCIA DE SER HUMANO COMPETÊNTE E HUMILDE, NÃO DE PESSOAS QUE ESTÃO ALI SOMENTE EM BUSCA DO DINHEIRO... (OLHA GOSTARIA DE DEIXAR BEM CLARO QUE NÃO SÃO TODOS PERITOS ANIMALESCOS, MAS EXITEM AINDA BOM PERÍTOS E QUE MERECEM O CARINHO E RESPEITO DE TODOS) ABRAÇOS E FORÇA PARA A FAMÍLIA DO MILITAR... DESCULPE--ME O DESABAFO.....
 
ARAIDE DE SOUZA WERNER em 26/04/2011 07:09:48
Lamento o acontecido, pois trabalhei por muito tempo com o Sub Geovane, desejo muita paz ao familiares.
 
WILSON ALVES RECHE em 24/04/2011 07:48:31
Lamentável o fato ocorrido. Trabalhei por mais de dez anos aqui em Dourados, no 3º BPM, com o então SGT PM GEOVANI, quero deixar aqui meus sentimentos de pezares a sua esposa Diane e seus filhos. Espero que fatos como esse não volte a se repetir pois lamentavelmente este é o segundo Policial Militar que serviu aqui em Dourados que passou pelos mesmos problemas de saúde e puseram fim em suas vidas, deixo aqui minhas lembranças do também SGT PM ALTAIR, que DEUS os tenham em seus braços e conforte suas famílias.
Senhores Governantes olhem por nós PRAÇAS DA HONROSA POLÍCIA MILITAR...
 
EUZÉBIO M. CORRÊA em 23/04/2011 04:52:09
Tivemos o previlégio de trabalharmos à serviço do Governo Estadual quando do surto da febre afosa no cone sul, precisamente na cidade de Eldorado/MS.
Policial dedicado e bom companheiro, cumpridor de suas obrigações, não fomos ao velório, para mantermos vivo a pessoa que sub-ten Geovani, naqueles 04 meses de convivência, demonstrou; preocupado com a família e filhos.
Só rogamos ao Grande Arquiteto do Universo, que o receba de braços abertos e a família sinta-se abraçada por nossa família neste momento de pesar.
E que este fato seja mais um na esfera administrativa, de que governar/comandar, não é simplesmente mandar e sim cuidar dos seus pares.
 
Sebastião Octávio Rayol - Defesa Civil Municipal em Campo Grande /MS em 20/04/2011 08:44:21
OS NOSSOS SENTIMENTOS AOS FAMILIARES QUE TIVERAM ESSA PERCA LASTIMÁVEL .
SÃO OS PESAMES DOS FAMILIARES AQUI DE CASSILANDIA - MS PRIMOS E TIOS
( SEBASTIÃO GONÇALVES FREITAS, EMILIA DA SILVA PRADO , EUNICE ALVES SILVA, ANTONIO MACHADO DE PAULA)
UM ABRAÇO E QUE O SENHOR POSSA CONFORTAR A TODOS.
 
EMILIA PRADO em 20/04/2011 04:49:56
conhecin este policial quando morava em DOURADOS na decada de 80 ate dezembro de 2ooo, o mesmo era um excelente vizinho um otimo pai e esposa , tinhamos uma aizade muito grande, pois nossos filhos foram criados juntos. divertiamos muito no bairro em que moravamos. recebi esta notica com muita tristeza , pois e dificil ver uma pessoa ter uma morte assim táo brusca, mas penso eu que os policiais tem uma sobrecarga e muita coisa que eles vivem e tudo isso vai acumulando e chega uma hra que nao da pra suportar, e uma pena ter sua vida assim interrompida tao bruscamente, e com certeza quem mais perdeu com isso foi sua esposa seus filhos e familiares. . que pena !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
 
ednapereira da silva em 19/04/2011 08:21:26
Temos que melhorar o trabalho policial pois o sr Governador tem pensado só em equipamento,na parte humana tem falhado,veja pelo companheiro que nos deixa agora,estava sem atenção alguma nem sabia que estava doente(depressão,tem muitos cuidado).Tem mais se estava afastado,porque da arma.Tirou a propria vida,mas poderia ir para o meio da rua e atingir pessoas.Temos que rever o sitema policial.
 
luiz carlos em 19/04/2011 05:53:26
Conheci o sub tenente na época em Dourados, um grande policial, responsável, disciplinado e um exelente pai de familia. Quando eu conheci ele era ainda sargento tinha muita energia, vontade e coragem. Mas, quando o servidor fica doente é descartável, jogado a "merce" da familia, o estado não o reconhece e o abandona.
 
marcio moraes em 19/04/2011 02:39:38
pela informação muito desencontrada acima relatada, suponho que o dito Policial Militar seja o Sub-Tenente PM Ivonio GEOVANI de Freitas. O mesmo já trabalhou em Dourados no Terceiro Batalhão de Policia Militar por mais de quinze anos e, prestou um bom serviço para a comunidade Douradense. Caso seja confirmado que seja o mesmo, lamento profundamente pelo acontecido e peço a Deus que de força para toda sua familia e envio meus sentimentos a todos os familiares enlutados.
 
VANDERLEY RUFINO DE SOUZA em 19/04/2011 02:18:31
O Campo Grande news eu não sou Policial Militar, mas dias atrás eu li uma reportagem neste site sobre policiais que criticavam o comando da PM sobre a condecoração de policiais que trabalham na parte administrativa e da falta de valorização do policial que trabalha nas ruas. Olha eu como membro da sociedade gostaria de ver todos os policiais condecorados principalmente os que trabalham no combate direto ao crime. E com mais de 28 anos de serviço este policial com certeza teve poucas alegrias durante sua carreira e talvez não tenha em sua ficha nenhuma condecoração, deve ter sofrido muitas humilhações, (por que ser policial deve ser foda!) ainda bem que ele não deu um de Wellington para chamar atenção sobre o problema que vivia, tenho que reconhecer que foi corajoso. Senhores administradores acordem!!!
 
carlos Medina em 19/04/2011 01:54:50
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions