A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

23/07/2014 17:55

Policial morto no Oliveira é o 5º assassinado por bandidos em MS

Filipe Prado e Edivaldo Bitencourt
Valdir, morto na manhã de hoje (23), foi o 5º policial morto (Foto: Marcelo Calazans)Valdir, morto na manhã de hoje (23), foi o 5º policial morto (Foto: Marcelo Calazans)

O soldado da PM (Polícia Militar) Valdir Antunes de Oliveira, 41 anos,  morto na manhã de hoje (23) em um assalto no Bairro Oliveira, foi o 5º policial a ter a vida tirada por bandidos neste ano em Mato Grosso do Sul. Com isso, a ACS (Associação dos Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar) cobrou maior efetivo de policiais e melhor estrutura.

O primeiro policial morto, em janeiro deste ano, foi o investigador Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos, da Polícia Civil. Ele foi baleado com dois tiros na testa e na nuca no Bairro Campo Nobre. Ele e um colega policial, Osmar Ferreira, investigavam o roubo de uma corrente avaliada em R$ 80 mil.

No dia 12 de fevereiro, o papiloscopista Marcílio de Souza, 51, foi metralhado em frente a uma loja em Ype-Jhú, cidade paraguaia que faz fronteira com o município de Paranhos, a 469 quilômetros da Capital.

Durante um assalto à uma farmácia na Vila Bandeirantes, no dia 12 de março, o investigador da Polícia Civil Weslen de Souza Martins, 35, acabou sendo morto, após uma troca de tiros. Rodsney Mendes de Carvalho, 30, e Paulo Vieira Torrete Júnior, 22, foram presos acusados da autoria do crime.

Três meses depois, em junho, o policial militar Rony Mayckon Varoni de Moura Silva, 28, morreu, ao ser cercado por duas motos, com quatro pessoas, na rotatória da BR-262, que tentavam roubar um malote com R$ 20 mil.

Com o elevado número de mortes de policiais em Campo Grande e no interior do Estados, sem contar com o números de suicídios, a ACS lamentou os ocorridos e pediu melhorias para a PM (Polícia Militar). “A preocupação é grande. É lamentável a morte deste policiais e vejo que a escalada da violência está grande. Agora queremos buscar uma melhor estrutura e um maior efetivo”, comentou o Sargento Amauri Braga de Oliveira, diretor de comunicação social da ACS.

O sargento também confessou que não são somente os policias que estão “na mira” dos bandidos, mas toda a população corre perigo. “Queremos uma participação maior do Governo para combater o crime e desarmar estes indivíduos”, cobrou Oliveira.

Valdir era da polícia militar desde setembro de 2004 e era lotado no 9º Batalhão de Campo Grande, mas trabalhava na cidade de Jaraguari, a 44 quilômetros da Capital. O velório do policial acontece, a partir das 20h, na Pax Real do Brasil. O enterro será amanhã à tarde no Memorial Park.

Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions