A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

15/07/2011 17:26

Pontos de ônibus Peg Fácil agilizam embarque e serão ampliados no Centro

Fabiano Arruda
Embarque de 60 pessoas, que durava sete minutos, caiu para 40 segundos. (Foto: João Garrigó)Embarque de 60 pessoas, que durava sete minutos, caiu para 40 segundos. (Foto: João Garrigó)

Os pontos de ônibus chamados de Peg Fácil, ou pré pagos, sistema que começou a ser instalado em Campo Grande em novembro do ano passado, reduziram o tempo de embarque na região da praça Ary Coelho, um dos locais de maior fluxo de passageiros, desde que foram instalados e devem ser ampliados para outros cinco locais da região central.

O sistema reduziu o número de assaltos a ônibus na praça, local de aglomeração de pessoas, já que o veículo fica pouco tempo parado na espera de embarque.

Desde que o Peg Fácil foi implantado, segundo informações da Assetur, não houve registro de ocorrências de roubo.

Além disso, o mecanismo trouxe mudanças na rotina dos motoristas de ônibus e dos passageiros, segundo o diretor da Assetur, João Rezende Filho. A principal delas é no tempo de espera.

Conforme ele, um dos idealizadores do projeto inédito, juntamente com a Agetran (Agência Municipal de Transporte), antes, em horários de pico, o embarque de 60 pessoas, por exemplo, demorava pelo menos sete minutos, tempo que caiu para 40 segundos no atual formato.

Cada ponto da praça Ary Coelho recebe aproximadamente 3,7 mil pessoas todos os dias.

“A própria ansiedade e estresse do usuário era um problema, já que ele esperava demais para embarcar”, comenta.

Os pontos funcionam nas ruas 13 de Maio, 15 de Novembro e 14 de Julho, na praça. Antes, um único terminal servia para o embarque e desembarque de passageiros.

Agora, um lado serve para que as pessoas desçam do ônibus e, o outro, apenas para que os usuários entrem no veículo.

O ponto específico para embarque é cercado dos dois lados e tem funcionários da Assetur que controlam o fluxo de pessoas, além de orientar os motoristas para evitar acidentes com passageiros.

Nele, o usuário entra por meio de uma catraca que, ao lado, tem um guichê da empresa de ônibus e, do outro, um dispositivo para o cartão do transporte coletivo. Quem opta por pagar a passagem em dinheiro utiliza a primeira opção.

Funcionários orientam passageiros no ponto de embarque.Funcionários orientam passageiros no ponto de embarque.

O fotógrafo José Henrique Teothonio, que trabalha num estabelecimento que fica em frente à praça Ary Coelho, utiliza o transporte coletivo diariamente e diz que enxerga os benefícios do novo sistema. "O embarque nitidamente ficou mais ágil porque a organização no embarque ajuda os passageiros e o acúmulo de pessoas diminuiu", opina.

Próximos pontos - Pelo menos quatro novos pontos Peg Fácil serão instalados na região central da Capital, informa o diretor da Assetur. O primeiro será na Afonso Pena entre as ruas Calógeras e 14 de julho.

Depois será implantado na Afonso Pena entre as ruas 14 de julho e 13 de Maio, que vai fechar o quadrilátero da praça Ary Coelho com o mesmo sistema.

Ainda serão implantados os pontos em frente ao Shopping Campo Grande e na Rua Rui Barbosa, próxima a Avenida Afonso Pena.

Rezende comenta que há a possibilidade também do ponto em frente à escola estadual Hércules Maymone receber o sistema de embarque.

Ideia - O diretor da empresa de transporte coletivo urbano comenta ainda que a idealização do sistema foi baseado em exemplos praticados em Curitiba (PR) e em Santiago, no Chile.

O diferencial do modelo implantado Capital, segundo o diretor, é que os pontos funcionam especificamente das 9h às 19h30, horário de maior fluxo de passageiros.

“A ideia surgiu em conjunto da Assetur com a Agetran até porque nenhuma consegue operar sozinha os pontos e por isso atuamos em conjunto”, comenta João Rezende.



Sim, ficou bom mesmo, mas há um desconforto, o teto que é transparente, faz esquentar as cabeças dos usuários com os raios solares, ficou bonito o teto, mas muito desconfortável em horários de muito sol quente, seria de bom grado que trocassem a cobertura, a agilidade ficou boa mesmo, mas melhorem a cobertura.
 
Antonio Carlos em 16/07/2011 12:33:40
Bela iniciativa!!!

Sou Sul-Matogrossense e moro em Brasília a 06 anos. Aqui o tranporte coletivo é uma vergonha, quando falo que tem essas inovações em Campo Grande, os Candangos não acreditam.
 
MARCIANO FERREIRA em 15/07/2011 08:58:16
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions