ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  26    CAMPO GRANDE 27º

Capital

Prefeitura garante que apenas 84% das UTIs em Campo Grande estão ocupadas

Na manhã de hoje, boletim estadual apontou que a demanda já atinge 101% das UTIs porque até as não habilitadas foram ocupadas

Por Ângela Kempfer | 09/08/2020 14:45
Setor de isolamento para pacientes covid-19, na Santa Casa. (Foto: Marcos Maluf)
Setor de isolamento para pacientes covid-19, na Santa Casa. (Foto: Marcos Maluf)

A prefeitura garante que, apenas 84% dos leitos de UTIs estão ocupados na Capital. Na manhã de hoje, a Secretária de Saúde do Estado divulgou o índice de 101% de ocupação na Macrorregião de Campo Grande, porque os leitos ativados na semana passada já estão ocupados, mas ainda não foram oficialmente habilitados pelo SUS.

São 295 leitos disponíveis no total, mas só 269 habilitados no Estado. Isso significa que 26 leitos estão pendentes de habilitação, o que deve ocorrer nos próximos dias.

Campo Grande integra macrorregião com outros 33 municípios. Segundo a prefeitura, isso teria elevado o índice para 101%, porque os dados divulgados pelo Estado consideram os leitos existentes e ocupados nos 34 municípios da macrorregião, não só da Capital.

“A Prefeitura de Campo Grande informa que a taxa de ocupação de leitos na cidade é de 84%, segundo último boletim, divulgado nesta manhã. São 245 leitos de UTI ocupados, de um total de 291 existentes. Ressaltamos que o número divulgado pelo Governo do Estado contabiliza leitos da macrorregião, atendida pelo Governo do Estado", informou em nota.

Ou seja, em outras cidades, a demanda estaria bem maior, o que elevou a taxa para mais de 100%. "Em sua maioria, não dispõem de estrutura hospitalar condizente o que, por sua vez, contribui para elevar o parâmetro final de ocupação", justifica a prefeitura.

A Capital tem ativado semana a semana mais leitos de UTIs. "Nos últimos quatro meses, houve um aumento de mais de 140% na quantidade de leitos de UTI contratualizados em hospitais públicos, privados e filantrópicos, saindo de 116 para 226", detalha o município.

Segundo boletim da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) divulgado no fim da tarde de ontem (8), 298 pacientes de Campo Grande estavam internadas até sábado: 176 em leitos clínicos e outros 121 em UTI. Mas esse número é só de pacientes com covid, ou suspeita da doença.

A taxa de global de ocupação de UTIs ainda soma vítimas de acidentes e de violência.

Ainda conforme a prefeitura, a lotação deve diminuir bastante nos próximos dias. "Nesta semana outros 20 leitos de UTI serão ativados, sendo 10 no Hospital Adventista do Pênfigo, e 10 no Hospital Regional Rosa Pedrossian (HRMS). Recentemente o município recebeu 40 ventiladores pulmonares do Ministério da Saúde, 10 já estão em utilização e 30 deverão ser utilizados para a abertura de novos leitos".

Regras de comentário