A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

16/04/2014 17:06

Presídio Federal dará "kit de Páscoa" para líderes do crime organizado

Graziela Rezende e Edivaldo Bitencourt
Presídio vai dar brindes para presos durante o feriadão (Foto: Cleber Gellio)Presídio vai dar brindes para presos durante o feriadão (Foto: Cleber Gellio)

Criminosos de alta periculosidade e líderes do crime organizado, presos no Presídio Federal de Campo Grande, vão receber um kit com brindes de Páscoa. A medida de presenteá-los com chocolate, bolo e refrigerante começou neste ano e vai ser estendida a outras duas datas comemorativas, Dia dos Pais e no Natal. 

Segundo o diretor substituto da unidade, Rodrigo Almeida Morel, o "kit delícias" tem o objetivo de melhorar a segurança do local. Hoje e amanhã, os internos vão receber um kit com 500 gramas de chocolate (uma barra), quatro litros de refrigerante e um pedaço de bolo. Já aqueles que não recebem visitas, terão direito a ¼ da alimentação.

“Antigamente, parentes traziam a comida em dias especiais e para dividir com até três visitantes. No entanto essa medida garante a isonomia entre eles e melhora a segurança. A alimentação é entregue somente na Páscoa, Dia dos Pais e Natal, de acordo com a portaria 486/2010, do Depen (Departamento Penitenciário Nacional)”, afirma Morel.

Os kits custam R$ 20 a unidade e fazem parte de uma licitação pública, realizada com a empresa de alimentação responsável. Por medida de segurança, o diretor não repassou o número de detentos que a unidade possui atualmente, das 220 vagas disponíveis.

O caso revoltou um leitor do Campo Grande News, que revelou que o kit inclui 500 gramas de carne para cada preso. No entanto, Morel não confirmou a carne.

Traficantes - No Presídio Federal só estão líderes do crime organizado, de facções criminosas, como o PCC (Primeiro Comando da Capital), de grupos criminosos do Rio de Janeiro e acusados de comandar rebeliões nos presídios do Maranhão. 

Entre os presos está um dos chefes do tráfico de drogas do Rio de Janeiro (RJ), Antonio Francisco Bonfim Lopes, o Nem da Rocinha. Recentemente o seu nome voltou a ser exposto na mídia, já que a sua mulher foi presa no bairro Piratininga, em Campo Grande. Danúbia Rangel possuía um mandado de prisão expedido pela Justiça Federal do Rio de Janeiro.

Conforme as investigações, Danúbia alternava estadias no Rio de Janeiro e em Campo Grande, para visitar o esposo. Investigações apontaram que a função dela era repassar as orientações do “chefe do bando” para os demais membros da quadrilha na comunidade da Rocinha.

Homem é ferido a tiro na saída de pagode no Bairro Taquarussu
Giovani Rodrigues Barbosa, 22 anos, foi baleado no tórax na saída de um pagode, na madrugada deste domingo (18), na Avenida Presidente Ernesto Geisel...
Problema rotineiro, chuva causa alagamentos no bairro Cidade Morena
A chuva que atingiu Campo Grande no fim da tarde deste domingo (17) causou vários problemas à população, desde alagamentos a problemas estruturais em...


Sandra Regina, achei engraçado seu acesso de fúria. O Juiz da Execução Penal está ciente disto tudo e para te desesperar mais ainda, os "mimos" como você citou saem dos nossos impostos. Provavelmente mais do meu, pois fica retido na fonte. Toda essa fúria está jogada ao vento, pois tudo está na mais absoluta legalidade. Podemos até não concordar, mas infelizmente funciona assim. Talvez devêssemos refletir para as próximas eleições, eu já estou cansada da nossa Constituição que defende bandido. E você?
 
Monica Marcato em 18/04/2014 21:33:13
Francamente cadê o Juiz???
Cadê a vara de execução penal, francamente isso é um absurdo.
O povo, aquelas pessoas que esses bandidos roubaram ou ceifaram a vida de parentes e até o estado que sofreram com condutas criminosas que vão pagar a conta se esse diretor substituto quer dar que seja do bolso dele, e alias seria muito conveniente que fosse aberto uma sindicância para se saber a procedencia desse dinheiro destinao a compra desses mimos, se não é a própria organização criminosa que não está pagando a conta!
 
sandra regina lima fernandes em 17/04/2014 14:46:14
Senhores, uma lástima essa matéria com esse título. Os internos do presídio federal receberam sim uma guloseima pela Páscoa, porém, não há o porquê do alarde, pois esses internos durantes três vezes ao ano, recebiam dos parentes bolo e refrigerante. Mas não pensem que isso virava uma festa, pois tudo era em quantidade predeterminada pela administração e apenas por três horas. O fato de a própria administração fornecer o que vocês, talvez para criar sensacionalismo, chamaram de Kit Páscoa foi na verdade um modo de controlar o que entra na penitenciária. Assim ninguém como melhor do que ninguém nas datas comemorativas, todos são iguais perante as regras da instituição. Podemos até achar um despautério, mas talvez isso nos faça refletir nas próximas eleições, pois sabemos que há uma inversão.
 
Monica Marcato em 17/04/2014 11:34:33
Porque também não distribuir Kits para as familias pobres nestas datas festivas. tem familias que não tem condições se quer de dar um bom bom para os filhos.
 
juvenil marques do vale em 17/04/2014 09:35:59
ESTÁ MAIS QUE PROVADO QUE AQUI O CRIME COMPENSA E MUITO, ALÉM DE TODAS AS REGALIAS PAGAS COM RECURSOS PÚBLICOS AGORA MAIS ESSA DO "KIT PÁSCOA" . E AS FAMÍLIAS QUE FORAM DESTRUÍDAS POR ESSES BANDIDOS VÃO GANHAR O QUE??? O QUE SE ESPERA É QUE NESTE ANO O POVO BRASILEIRO CRIE VERGONHA NA CARA E VOTE EM GENTE SÉRIA, HONESTA E JUSTA; POR QUE SE ACONTECER AO CONTRÁRIO AÍ VAMOS ENTENDER QUE O BRASIL MERECE TUDO ISSO E MUITO MAIS!!!
 
JARY GUASINA DOS SANTOS em 17/04/2014 07:55:16
Mais uma Piada para o Povo Brasileiro, quantas famílias não tem o que comer em casa e muito menos dar um Kit para os filhos, agora o cidadão rouba, mata, estupra, acaba com famílias com essas porcarias de Drogas, ai para não se sentirem discriminados ou abandonados como sempre tem previlégios que o trabalhador não tem, realmente Brasil um País não de tolos mais de Bestas.
 
Haissa Gonzalez em 17/04/2014 07:51:26
Esse país é mesmo uma piada. É bandido sendo tratado como pessoas de bem. É ladrões de gravata sendo bajulados e tratados como autoridades. É uma piada mesmo.
 
Rômulo Wendell em 17/04/2014 07:30:52
Isso só pode ser brincadeira...
 
Táti Marques em 17/04/2014 00:50:13
Estão morrendo de medo da bandidagem aqui no estado, cruzes.
 
Antonio Mazeica em 16/04/2014 23:14:25
Legal, mais uma medida para onerar o trabalhador que sustenta essa podridão, vamos pagar cada vez mais impostos para dar boa vida a marginal na cadeia!
 
Oswaldo Ferreira em 16/04/2014 22:43:00
Isso é algum tipo de piada cruel? A escória ganha guloseimas e enquanto isso, aqui fora, o cidadão honesto que trabalha duro para pagar uma porrada de impostos e outras contas, mal consegue comprar uma caixa de chocolates sem que o valor gasto nela não faça falta depois. Aaaah Brasil... Brasil... Brasil...
 
Michael F. de Godoy em 16/04/2014 20:00:10
Está definitivamente comprovado que no Brasil, o crime compensa!
Eu aqui, pagando impostos e mais impostos, tendo que comprar minha comida, roupas, calçados e etc.
Nesta páscoa, devido ao preço dos produtos, já me conformei em ficar sem o "kit páscoa".
Já no presídio, os internos não pagam impostos, ganham roupa, comida, e etc e, pra variar, agora um 'kit páscoa'.
Sinceramente, tô achando que 'lá dentro' está melhor que 'aqui fora'.
 
Juvenal Coelho em 16/04/2014 17:40:49
* visitem as familias carentes , visitem as favelas , e descobriremos que muitas familías de baixa renda , nem conhecem o que é chocolate ... indignante , intrigante . governo corrupto , país sem escrupulos , o crime organizado tem mais direito que uma sociedade sem esperança .
 
antonio gonçalves da silva em 16/04/2014 17:31:46
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions