A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 22 de Setembro de 2018

07/05/2018 15:40

Preso, “especialista” é suspeito de arrombar cem veículos em 7 meses

Jeferson agia na região do bairro Santa Fé e Parque dos Poderes onde desmontava janelas de carros para fazer "um limpa" nos veículos

Guilherme Henri e Geisy Garnes
Jeferson Vargas Lima, 33 anos, durante apresentação no Garras (Foto: Paulo Francis)Jeferson Vargas Lima, 33 anos, durante apresentação no Garras (Foto: Paulo Francis)

Nas mãos de Jeferson Vargas Lima, 33 anos, alicate e faca se transformavam em verdadeiras chaves de carros. Com as duas ferramentas, ele é capaz de em poucos minutos desmontar a janela de veículos sem disparar o alarme. E se tornava ainda mais rápido na hora de fazer “um limpa” em tudo que estivesse dentro do carro.

Porém, ele não contava que as mesmas mãos ligeiras o denunciariam. Em uma de suas últimas ações criminosas, o suspeito de furtar pelo menos cem carros na Capital deixou uma digital para trás. Prova suficiente para que a polícia o encontrasse.

Jeferson foi preso na última sexta-feira (4), mas só foi apresentado pelo Garras (Delegacia Especializa de Repressão a Roubo a Banco, Assalto e Sequestros) na tarde desta segunda-feira (7).

A polícia chegou até o suspeito depois que ele furtou mais um veículo, no bairro Chácara Cachoeira. O carro em questão é de um atirador esportivo. Na ocasião, Jeferson furtou uma pistola .40, um conjunto de facas e pertences pessoais.

Objetos e ferramentas apreendidas com o suspeito (Foto: Paulo Francis)Objetos e ferramentas apreendidas com o suspeito (Foto: Paulo Francis)
Alicate usado por Jeferson para desmontar janelas de veículos (Foto: Paulo Francis)Alicate usado por Jeferson para desmontar janelas de veículos (Foto: Paulo Francis)

“Por meio de imagens de câmeras de segurança a vítima conseguiu identificar o veículo que Jeferson usava nos furtos, um Ford Fiesta branco”, detalha o delegado Fábio Peró.

Além disso, ao periciar o veículo furtado a polícia conseguiu encontrar uma digital, que ao ser consultada no banco de dados da polícia “bateu” com a do suspeito.

Investigação – O “especialista” em furtos passou a ser monitorado e acabou sendo preso por volta das 14h, de sexta-feira. O veículo que usava para cometer os furtos foi visto no Centro. A polícia tentou abordá-lo, mas Jeferson fugiu entrando no estacionamento de um hotel. Ali ele acabou sendo abordado.

Na ação, o suspeito ameaçou sacar uma arma e policiais precisaram efetuar disparos de “alerta” na direção do chão. Ele foi algemado e preso. No veículo - que foi apreendido - os policiais também encontraram as ferramentas que Jeferson usava nos furtos.

O que chamou a atenção da polícia é que cerca de duas horas antes da prisão ele tinha furtado outro veículo, em uma farmácia.

Delegado do Garras, Fábio PeróDelegado do Garras, Fábio Peró

Jeferson saiu da cadeia em outubro do ano passado e a polícia não soube precisar o mês exato que voltou a agir no mundo do crime. Contudo, o próprio suspeito confessou que furtava de três a quatro carros por dia. “A estimativa é de que ele furtou mais de 100 carros em Campo Grande”, revela o delegado.

Na casa dele os policiais encontraram a pistola, facas e pertences furtados do atleta de tiro, além de inúmeros objetos furtados como diversos tênis, roupas e bolsas. “Jeferson sabia os carros que o alarme não iria disparar. Ele agia na região do bairro Santa Fé e Parque dos Poderes, principalmente quando pessoas estacionavam veículos para ir praticar atividades físicas”, explica Fábio.

Prisão – Condenado a 22 anos por assassinato em 2006 e a 13 por furto, Jeferson só ficou preso por ter um mandado de prisão em aberto, pois estava foragido do sistema semiaberto. Se fosse pelos furtos ele estaria de volta as ruas já que em audiência de custódia realiza nesta manhã, a Justiça não converteu a prisão dele em preventiva.

Orientações - Quem teve o carro furtado da maneira descrita pode procurar a 3ª Delegacia de Polícia para tentar identificar os objetos encontrados na casa do suspeito. A estratégia, segundo o delegado Fabio Peró também servirá para encontrar mais vítimas de Jerferson. "Temos a suspeita que ele também furtava residências", adianta.

Veículo Ford Fiesta que suspeito usava para praticar os furtos (Foto: Paulo Francis)Veículo Ford Fiesta que suspeito usava para praticar os furtos (Foto: Paulo Francis)


Sabem o que vai acontecer... Esse vagabundo não vai passar nem 6 meses preso. Vão colocar ele nas ruas de novo e vai voltar a roubar como sempre fez.
 
Mariana Carvalho em 07/05/2018 18:05:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions