A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

24/12/2017 12:04

Procura por carne bovina lota Mercadão na véspera do Natal

Alguns estabelecimentos fecharam mais cedo porque os produtos acabaram

Mayara Bueno e Anahí Gurgel
Consumidores no Mercadão na manhã de domingo.
(Foto: Paulo Francis).Consumidores no Mercadão na manhã de domingo. (Foto: Paulo Francis).

A véspera do Natal é de muita gente no Mercadão Municipal, em Campo Grande. Neste domingo (24), tem estabelecimento que até já fechou as portas, pois as mercadorias acabaram antes mesmo das 14 horas, quando o local encerrará o expediente.

Não dá para saber ao certo se a grande procura é especificamente para a ceia de Natal. Conforme o presidente da Associação dos Comerciantes Mercado Municipal, Cleuber Linaris, o fim de semana costuma ser mesmo de maior movimento, independentemente de festejos e datas comemorativas.

Se a compra for para a noite, o jantar natalino de quem esteve por lá nesta manhã será de churrasco. As lojas que já encerraram o trabalho venderam em média 3,300 quilos de carne só hoje.

É o caso de Wesley Marques, 28 anos, que o total vendido em seu mercado representa partes de 28 vacas. Entre os pedidos, cortes de primeira, como alcatara, picanha e contra filé.

Solange Pereira, 34 anos, também comenta e comemora o grande movimento. No caso do estabelecimento que trabalha, foram vendidas em média 20 vacas e pelo menos 150 carneiros nos últimos dias antes do Natal. Em outro açougue, o ritmo foi de limpar o chão e encerrar as atividades, já que a vitrine que expõe os alimentos estava vazio.

A dona de casa, Rosângela Chaparin, 51 anos, veio de Lages (SC) para passar os festejos natalinos com a família que mora aqui. Aproveitou esta manhã para ir ao Mercadão, onde comprou frutas e temperos para garantir os produtos frescos.

Além dos itens para o jantar de hoje, uma parte de ervas e chás também foi adquirida para levar para a cidade onde vive. Na Capital, afirma, os produtos são mais baratos e de melhor qualidade.

A simpatia do dono José Sebastião de Oliveira, que mantém barraca de doces há 35 anos, atraiu novamente dona Maria José da Cruz Nantes, 60 anos. Entre seus pedidos, ela foi buscar geleia de mocotó para levar ao filho que mora em Balneário Camboriú (SC).

Últimas compras antes da ceia de Natal. (Foto: Paulo Francis).Últimas compras antes da ceia de Natal. (Foto: Paulo Francis).

Movimento - O presidente do Mercadão afirma que ontem o movimento foi maior e que uma média de 3,5 mil de carro passaram pelo estacionamento, o que dá de 10 a 15 mil pessoas por dia.

Conforme o dirigente, não é possível dizer se toda a movimentação é de quem está comprando alimentos para o Natal, já que fim de semana o giro costuma já ser maior. Ele também não compara com 2016, cujo 24 de dezembro caiu em um sábado.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions