A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

02/06/2015 09:35

Professores pedem apoio de deputados em ato na assembleia legislativa

Luana Rodrigues e Aline dos Santos
Deputados, como Pedro Kemp e João Grandão, do PT, acompanham protesto dos professores. (Foto: divulgação)Deputados, como Pedro Kemp e João Grandão, do PT, acompanham protesto dos professores. (Foto: divulgação)

Professores da rede municipal e estadual estão concentrados em frente a Assembleia Legislativa para pedir apoio aos deputados estaduais, quanto à reivindicação de reajuste de 10,98%, previsto em lei. 

Conforme o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação), Roberto Botareli, a expectativa é reunir 30 mil pessoas em um ato unificado. 

Ainda conforme o presidente da Federação, os professores irão acompanhar a sessão até o final e depois seguirão em carreata pelo centro da Capital.

Segundo a Fetems, todas as 14 regionais da Federação enviaram professores para participar do ato, que mobiliza os 73 sindicatos. 

Já conforme o tenente do 9º Batalhão da Polícia Militar, Francisco Rogeliano, responsável por comandar a equipe que acompanha a manifestação, o público presente até o momento na Assembleia é de 2 mil pessoas, 300 dentro do plenário e o restante no saguão e rampa.

Os professores exigem reajuste de 10,98% para complementar o índice previsto em lei estadual de 2013, que prevê a implantação do piso nacional para jornada de 20 horas até 2018. O Governo propôs pagar 4,37% de aumento em outubro deste ano e implantar o piso até 2022.

Volta às aulas - Na última quinta-feira (28), o Tribunal de Justiça deu prosseguimento ao pedido do Governo do Estado para retorno dos professores às atividades em sala de aula. O desembargador proferiu decisão com entendimento de que a categoria foi uma das beneficiadas com a antecipação de data-base feita pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB).

"A carreira funcional 'Apoio à Educação Básica' é uma das carreiras beneficiadas com o reajuste antecipado, conforme se verifica da Lei n. 4.350/2013, que estabeleceu as tabelas do vencimento base e de subsídio dos servidores públicos estaduais, com aplicação para o exercício de 2013 e como reajustes setoriais e abonos para determinadas categorias funcionais, a título de correção e distorções e de adequação e equilíbrio entre a remuneração e as atribuições e as responsabilidade que os cargos exigem", frisou Sérgio Fernandes Martins.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions