ACOMPANHE-NOS    
JANEIRO, SEXTA  21    CAMPO GRANDE 25º

Capital

Quadrilha adulterava, vendia e rastreava carros alugados para furtar depois

Os presos e veículos foram levados para a Defurv

Por Adriano Fernandes e Bruna Marques | 29/04/2021 23:23
Veículos recuperados pelo Choque nesta quinta-feira. (Foto: Choque)
Veículos recuperados pelo Choque nesta quinta-feira. (Foto: Choque)

Cinco homens suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em adulteração de veículos furtados e estelionato foram presos na tarde desta quinta-feira (29), por policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar, em Campo Grande. Quatro carros e várias placas de veículos também foram apreendidos com o grupo.  A polícia desarticulou o esquema a partir da abordagem de um dos suspeitos, identificado como Édipo, de 33 anos, na Rua 13 de Maio, no Centro da Capital.

Depois de alugar os veículos , o bando fazia a troca das placas e os revendia, por um preço muito abaixo do mercado. Em seguida os criminosos furtavam estes mesmos veículos, depois de localizá-los através de rastreadores que eles haviam instalado. Nos furtos eles usavam as cópias das chaves originais para levar os veículos, sem levantar suspeitas.

Édipo foi interceptado por volta das 14h enquanto conduzia um Onix que estava com a placa de um outro carro. Ao ser questionado da situação pelos policiais, o suspeito disse que havia alugado o veículo e instalado uma placa, que havia furtado na manhã de hoje, na região do Parque dos Poderes. Os policiais apuraram que Édipo pretendia anunciar a venda do veículo como se ele fosse um "bob" que é como são chamados veículos com documentação vencida, multas e que justamente por isso, são vendidos a um preço mais barato. Após a transação ser concluída o criminoso chegaria até o Onix através de um rastreador que havia sido instalado no carro e o furtaria, usando uma chave reserva. Conforme o Choque o esquema reunia diversos comparsas, cada um deles com uma função diferente.

Placas recuperadas com os suspeitos. (Foto: Choque)
Placas recuperadas com os suspeitos. (Foto: Choque)

Durante a abordagem a Édipo, os policiais também flagraram outros dois homens, identificados como Wagner, de 47 anos, e Lucas, de 23, que estavam em um veículo Ka dando apoio ao comparsa na ação.

Durante a busca no veículo, os policiais encontraram as placas originais do Onix e diversas ferramentas utilizadas para o furto de placas. Em depoimento, Lucas informou que tinha a função de auxiliar no furto das placas e na recuperação do carro após a venda. Wagner e Edipo alugavam os veículos para que o crime fosse concretizado. O Onix, inclusive, havia sido alugado por Wagner. Édipo ainda admitiu que, utilizando uma cópia da chave, furtou um automóvel Gol que  havia alugado e vendido para uma terceira pessoa.

Em boletim de ocorrência registrado na Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) um morador relatou que comprou o automóvel com uma placa falsa. Durante a madrugada, no entanto, o veículo foi levado de dentro da garagem de sua residência na Rua Rubiataba, no Bairro Aero Rancho

Ao Choque a vítima contou que para que a transação fosse efetuada, deu um veículo Polo e ainda a quantia de R$ 4 mil. Durante as investigações sobre o caso, nesta quinta-feira, os policiais encontraram o Gol no Jardim Morumbi, na residência de um outro suspeito, Alisson, de 29 anos. O carro foi deixado no local para depois ser vendido.

Um outro automóvel Gol vendido pelo bando e que estava prestes a ser furtado também foi recuperado na Rua Pedro Labatut, no Bairro Coronel Antonino. O Kaque estava sendo usado pelos suspeitos pertencia a um outro envolvido, identificado como Glauco, de 34 anos, primo de Edipo e que também foi encontrado. Na residência de Lucas e Edipo, que são cunhados foram achadas mais placas de veículos furtados. Todos os veículos e presos foram encaminhados para a Defurv.



Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário