A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 24 de Julho de 2019

12/07/2019 16:55

Quadrilha é presa com mais de mil pacotes de cigarro no Monte Castelo

O caso passou a ser investigado após denúncias anônimas. No local os policiais ainda apreenderam quatro veículos

Geisy Garnes e Clayton Neves
Quadrilha é presa com mais de mil pacotes de cigarro no Monte Castelo

Policiais da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) prenderam nesta sexta-feira (12) quatro suspeitos de envolvimento no contrabando de cigarro vindo do Paraguai. O grupo foi flagrado em uma casa do Bairro Monte Castelo com mais de mil pacotes do produto.

O caso passou a ser investigado após denúncias anônimas. A primeira informação repassada à delegacia especializada era de que a quadrilha trazia maconha da fronteira do Estado para Campo Grande e armazenava a droga em uma casa do Bairro Monte Castelo.

Um dos suspeitos então passou a ser monitorado pelos policiais. Nesta sexta-feira, as equipes seguiram o investigado até a residência apontada na denúncia. Ele chegou ao local em um Renault Logan, entrou na casa e tirou da garagem uma caminhonete Hilux. Pouco minutos depois, outros dois homens chegaram à residência em dois carros – um Chevrolet Celta e um Fiat Palio.

Assim que os veículos entraram na garagem, os policiais iniciaram a abordagem. Em fiscalização descobriram que o Celta e o Palio estavam carregados com 1.040 pacotes de cigarros. Foram apreendidos mais de 11 mil maços do produto, todos contrabandeados do Paraguai.

Quatro homens que estava no local foram presos. Eles foram identificados como Anderson Prates da Silva, de 33 anos, Marlon Almeida Passos, de 32, Antônio Garcia Neto, de 30 anos e Paulo Douglas Ribeiro Espindola, de 31. As equipes ainda apreenderam cinco veículos – o Logam, a Hilux, o Palio, o Celta e um Audi que estava na garagem. Os carros passaram por perícia, que deve identificar qualquer tipo de alteração.

Segundo o delegado Hoffman D'Avila Candido de Souza, as investigações continuam para verificar se a quadrilha também fazia o transporte de maconha. “Há fortes indícios de que faziam o transporte de drogas, além do contrabando”, reforçou. Todos os presos já possuem passagens pela polícia.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions