ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUINTA  19    CAMPO GRANDE 10º

Capital

Quadrilha furtava uma casa por dia há 2 anos e roubou R$ 400 mil em joias

Por Viviane Oliveira | 03/12/2013 10:33
Da esquerda para direita, Jeferson, Eduardo, Christian e Murilo. (Foto: Pedro Peralta)
Da esquerda para direita, Jeferson, Eduardo, Christian e Murilo. (Foto: Pedro Peralta)

Quatro jovens foram presos e uma adolescente de 17 anos detido acusados de cometer vários furtos em Campo Grande. A quadrilha, que agia durante o dia arrombava portões e portas e furtava eletrodomésticos, joias, dinheiro e veículos. Os carros eram levados para o Paraguai. Em um dos furtos, os ladrões chegaram a levar R$ 400 mil em joias de uma casa no Bairro Vilas Boas.

De acordo com o delegado titular da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos), Fabiano Nagata, pelo menos um furto era feito por dia pelo bando, que vinha agindo na cidade há cerca de dois anos.

Foram presos Chistian da Rosa Alves Silva, 23, Murilo Henrique Crisanto de Lima, 18, Eduardo Mena Barreto Junior, 19, Jeferson Lourenço da Silva, além de um adolescente de 17 anos que foi apreendido, mas liberado.

Conforme a Polícia, a quadrilha foi presa em flagrante no último sábado (30). O primeiro detido foi Murilo, que estava de posse de uma televisão de 52 polegadas, produto que foi roubado no dia anterior de uma casa no Jardim Leblon. Da casa também foi levada uma saveiro, que foi levada para o Paraguai.

Com a prisão de Murilo, foram presos Chistian, Eduardo, e o adolescente na região do Tijuca. Todos participaram do furto no Leblon. À Polícia, eles confessaram outros furtos e com Jeferson foi encontrada uma pistola furtada por Murilo da casa de um policial civil no dia 24 do mês passado, no Bairro Rita Vieira.

o cofre foi encontrado queimado na região do bairro Noroeste. (Foto: Pedro Peralta)
o cofre foi encontrado queimado na região do bairro Noroeste. (Foto: Pedro Peralta)

Murilo, segundo o delegado, é o chefe da quadrilha e já tem passagens por 20 furtos qualificados, lesão corporal, várias receptações, resistência, desobediência, porte ilegal de arma de fogo, porte de droga e evasão de local de custódia.

Depois da prisão do bando, a Polícia esclareceu também o furto de uma residência na Vila Planalto, que ocorreu no dia 21. Do local, os bandidos levaram uma televisão, relógio, celular e um moto Yamaha e um carro que também foi levado para o Paraguai.

Os bandidos também furtaram de uma casa no Bairro Vilas Boas, um cofre com joias no valor de R$ 400 mil. O cofre foi encontrado queimado na rodovia na região do Bairro Noroeste. Partes das joias foram recuperadas com comerciantes da Capital. Segundo o delegado a quadrilha não tem envolvimento com droga.

Segundo o delegado, estão sendo investigadas as pessoas que levaram os veículos furtados pela quadrilha para o país vizinho. O bando usavam carros conhecidos com "Bob", veículos financiados em nomes de laranja usados para pratica de crimes. “Não tem uma região especifica que a quadrilha agia”, finaliza o delegado.

Os ladrões vão responder por vários crimes, entre eles furto qualificado de residência, cuja pena varia de 2 a 8 anos de prisão.

Veja, no vídeo abaixo, uma das ações do bando. O furto ocorreu em uma casa da Vila Planalto.

Nos siga no Google Notícias