A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/12/2013 10:02

Quadrilha que furtou equipamentos na Capital já agiu em São Paulo

Graziela Rezende
Quadrilha cometeu furtos em SP antes de vir para Campo Grande. Foto: UolQuadrilha cometeu furtos em SP antes de vir para Campo Grande. Foto: Uol

A Polícia identificou e pedirá a prisão preventiva do colombiano Christian Federico Esteves Macias, 35 anos, e Ana Milena Medina Cruz, 33 , suspeitos de furtarem equipamentos avaliados em R$ 30 mil, durante um casamento em Campo Grande. A quadrilha, acompanhada de um 3° elemento, seria “especialista neste crime” e inclusive Christian é foragido de São Paulo, onde praticou inúmeros delitos de maneira semelhante.

Segundo a delegada Ana Cláudia Medina, responsável pelas investigações, em São Paulo o flagrante mais recente ocorreu no dia 7 de maio deste ano. Se aproveitando do descuido de uma acadêmica de administração da Espm (Escola Superior de Propaganda e Marketing), Christian furtou um notebook da vítima. Na ocasião, assim que ela denunciou o crime, a Polícia localizou o autor porque ele caminhava em atitude suspeita e sem o crachá.

Três meses antes, na rua dos Goianazes, também na Capital paulista, o suspeito foi flagrado tentando furtar um veículo parado naquele local. Ele apresentou uma habilitação falsa e foi indiciado pelo crime. Em 2012, no dia 1° de julho, o autor fugiu com uma câmera Cannon, avaliada em R$ 4 mil, além de um tripé de R$ 400. O dono fazia filmagens no Centro Esportivo do bairro Consolação, quando sentiu falta dos equipamentos.

Já no dia 27 de maio, Christian foi descoberto logo depois de levar uma máquina digital Sony de um casamento que ocorria na igreja Nossa Senhora do Brasil, em São Paulo. O autor estava com uma mochila da marca Belchin, semelhante a utilizada nos furtos da Capital, conforme apurou o Campo Grande News.

Contumaz neste tipo de crime, o suspeito teria vindo para Campo Grande. Ele permaneceu alguns dias hospedado em um hotel da região central e fugiu logo após furtar os equipamentos na igreja São José, no último dia 7. Pouco antes do fotógrafo Guilherme Molento, 28 anos, sentir falta dos seus pertences e inclusive filmar o furto, o bando teria furtado equipamentos de som em um casamento anterior.

Furtos - No dia 7 de dezembro, na Igreja São José, o ladrão levou uma câmera Canon, uma lente da mesma marca e uma mochila com vários objetos. O valor dos produtos está avaliado em R$ 30 mil.



Tem que ficar preso, porque além do roubo de equipamento de um trabalhador eles não respeitaram o local sagrado que é a igreja.
 
santos filho em 12/12/2013 11:36:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions