A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

21/08/2015 10:15

Rapaz planejou matar e queimar vítima com a ajuda de 5 adolescentes

Luana Rodrigues
Suspeitos participaram da reprodução individualmente. (Foto: Direto das ruas)Suspeitos participaram da reprodução individualmente. (Foto: Direto das ruas)

A Polícia Civil realizou a reprodução simulada da morte de Marcos Vinícius Oliveira, 20 anos, encontrado carbonizado e com perfurações de faca pelo corpo, na entrada da Embrapa, saída para Terenos, em Campo Grande, na tarde do dia 12. A simulação foi na manhã desta quinta-feira(20), com o apoio de mais de 20 policiais. Segundo a polícia, ficou confirmado que o mentor do crime foi Gabriel Gustavo Barros de Souza, 21 anos, que contou com a colaboração de mais cinco adolescentes.

Conforme a delegada adjunta da Deaij (Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), Aline Sinott, a simulação envolveu todos os suspeitos do crime. "Percorremos todo o percurso que eles fizeram no dia do crime para esclarecer alguns pontos que não haviam ficados esclarecidos a partir dos depoimentos", explicou.

Os suspeitos participaram da simulação de maneira individual. "Um de cada vez, percorreu o caminho e explicou como ocorreu o crime, com a ajuda dos policiais que faziam o papel dos outros envolvidos", disse o delegado titular da 7ª delegacia de Polícia Civil, Geraldo Marim Barbosa.

Conforme os delegados, a análise da simulação esclareceu que o mentor do crime foi Gabriel. Ele também teria iniciado as facadas e orientado os adolescentes a arrastarem o corpo para o matagal e atearem fogo.

Simulação contou com a participação de seis suspeitos pelo crime. (Foto: Direto das ruas)Simulação contou com a participação de seis suspeitos pelo crime. (Foto: Direto das ruas)
Marcos Vinícius Oliveira, 20 anos, foi encontrado carbonizado e com perfurações de faca pelo corpo (Foto: Reprodução/Facebook)Marcos Vinícius Oliveira, 20 anos, foi encontrado carbonizado e com perfurações de faca pelo corpo (Foto: Reprodução/Facebook)

Segundo a polícia, Marcos Vinícius foi esfaqueado e teve o corpo arrastado por 600 metros até o matagal. Lá, os seis envolvidos teriam utilizado galhos e folhas secas para que o fogo o consumisse mais rápido. "A reprodução é importante porque esclarece detalhes que depois podem ajudar no julgamento, já que com tantos autores surgem muitas contradições", afirmou Marim.

Segundo os delegados, que trabalham em conjunto, os inquéritos sobre o crime já foram encerrados e serão entregues a justiça assim que chegarem os resultados do laudo sobre o local do crime. Os cinco adolescentes, com idades entre 12 e 16 anos, irão responder pelo ato infracional. Já Gabriel foi indicado pelos crimes de homicídio qualificado, corrupção de menores e ocultação de cadáveres.

Crime - O corpo da vítima foi encontrado carbonizado e com perfurações de faca, na entrada da Embrapa, saída para Terenos, em Campo Grande, no começo da tarde desta quarta-feira (12). A mãe de Marcos Vinícius registrou um boletim de ocorrência ontem (11) sobre seu desaparecimento, na 7º Delegacia de Polícia Civil. A partir daí, uma equipe do SIG (Serviço de Investigações Gerais) da Polícia Civil começou a trabalhar para chegar ao paradeiro dos autores.

Os policiais descobriram que uma menina teria atraído a vítima até local, onde outros dois adolescentes os aguardavam para praticar o crime. A menor teria contado para um dos meninos, que é seu namorado, que Marcos teria tentado estuprá-la em certa ocasião.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions