A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/08/2015 09:22

Roubo de R$ 6,5 mil e violência de bandido na periferia assusta casal

Filipe Prado e Luana Rodrigues
O roubo aconteceu no Bairro Iracy Coelho, periferia de Campo Grande (Foto: Luana Rodrigues)O roubo aconteceu no Bairro Iracy Coelho, periferia de Campo Grande (Foto: Luana Rodrigues)

O casal, vítima de um assalto na madrugada desta segunda-feira (24), se diz surpreso com o caso ocorrido na periferia de Campo Grande, no Bairro Iracy Coelho. Um bandido invadiu a casa das vítimas e levou em torno de R$ 6,5 mil em eletrônicos, deixando-os amarrados para poder fugir.

As vítimas, um zootecnista de 28 anos e uma bióloga, 26, moram na casa há sete anos. Eles contaram que estavam indo até a casa do pai da mulher, que fica em frete à residência, quando o bandido os surpreendeu no momento em que abriram o portão.

A mulher tentou correr, mas acabou caindo. Armado, o bandido mandou os dois entrarem na casa e os deixou sentados, com a cabeça baixa, enquanto recolhia os objetos. “Ele dizia a todo o momento que a arma estava engatilhada e que estava doidão”, comentou bióloga, referindo que o rapaz estava sob efeito de drogas.

A mulher lembrou que o irmão de 14 anos estava na casa dormindo. “Fiquei preocupada e falei do meu irmão. Ele disse que se ele acordasse, iria matá-lo”, apontou a vítima.

Antes de ir embora, o bandido amarrou as vítimas com um fio de extensão e mandou eles não acionarem a polícia. “Ele deu a entender que sabe a nossa rotina e horários, porque perguntou se nós tínhamos joias e nós falamos que não, porém ele falou que tinha visto e sabia”, relatou a bióloga.

“O pior de tudo é a sensação de impotência total”, assumiu o zootecnista. “Vemos isso acontecer no Rio de Janeiro, São Paulo ou em bairros de classe alta de Campo Grande, mas nunca imaginei isso acontecer na nossa casa”, completou a vítima.

O bandido roubou notebook, mochila, capacetes, celulares, vídeo-game, relógio, tênis e R$ 60. E queria levar a moto do casal, mas desistiu depois de saber a marca. A bióloga destacou que o computador foi o item mais valioso roubado, porque havia todo o material de trabalho e estudo do casal.

Agora, os dois pretendem adotar um cachorro para proteger a casa e evitar novos assaltos. “Nossa cadela pitbull morreu há dois meses, se ela estivesse aqui, com certeza não aconteceria isso. Vamos ter que arrumar outro cachorro”, contou.

A falta de iluminação pública na região também foi pontuada pela vítimas como causa do assalto. "É um verdadeiro breu. Sempre vemos usuários reunidos embaixo das árvores, dá medo e o resultado foi esse", disse.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions