A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

24/11/2014 12:20

Roubos crescem 47% e PM promete policiamento maior no fim de ano

Francisco Júnior
Policiais já fazem a segurança no centro de Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio)Policiais já fazem a segurança no centro de Campo Grande. (Foto: Marcos Ermínio)

Diante do crescente aumento dos casos de roubo e furto, a Polícia Militar promete intensificar o policiamento nas regiões de comércio de Campo Grande neste fim de ano, período em que aumenta consideravelmente a circulação de dinheiro por conta das compras de Natal. Nessa época, chegam a circular no Centro cerca de 450 mil pessoas.

Em coletiva na sede da ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande), comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Paulo César Monteiro Ayres, detalhou como será a ação policial nesse período do ano.

Conforme o comandante, além dos 700 militares que já atuam na região metropolitana, mais 400, que são do Batalhão do Choque e BOPE, irão reforçar o efetivo, totalizando 1,1 mil policiais mobilizados para segurança de primeiro de dezembro a 3 de janeiro de 2015.

Também haverá emprego de mais 30 viaturas , que somadas as 25 já utilizadas no policiamento diário, totalizará 55 veículos. Além disso, serão montadas também em várias regiões da cidade bases móveis.

Segundo o comandante, o diferencial da ação deste ano para a dos anos anteriores, é a área de atuação que foi ampliada e a intensidade do policiamento. Regiões como Moreninhas, Choophavila 2, Avenida Júlio de Castilhos e bairros que ficam nas saída para Cuiabá também terão policiais a pé fazendo a segurança.

Para Polidoro, a PM na rua traz mais segurança e as pessoas se sentem mais tranquila na hora das compras. (Foto: Marcos Ermínio)Para Polidoro, a PM na rua traz mais segurança e as pessoas se sentem mais tranquila na hora das compras. (Foto: Marcos Ermínio)
Comandante disse que o policiamento será mais intensificado. (Foto: Marcos Ermínio)Comandante disse que o policiamento será mais intensificado. (Foto: Marcos Ermínio)

“Esse final de ano será diferenciado, terá um policialmente mais intensificado. Nós iremos fazer o policiamento preventivo e ostensivo. Queremos que a população se sinta segura ai sair de casa e ir para essas regiões de comércio”, garantiu o comandante.

O número de roubos cresceu consideravelmente em comparação com 2013. De janeiro a 23 de novembro de 2014 ano foram registrados, segundos dados da Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), 4.451 roubos, 47% a mais do que no mesmo período do ano passado, quando foram 3.020 ocorrências. O mês de outubro deste ano foi o mais crítico, com 513 assaltos.

Durante a coletiva, o presidente da ACICG, João Carlos Polidoro, pediu uma atenção maior da policia com relação aos arrombamentos de carros, crime que vem ocorrências com frequência na cidade, e também ampliar as rondas principalmente no horário em que os funcionários estão saindo das lojas.

“A presença da PM traz uma sensação de segurança e com isso as pessoas comprar mais tranquilas”, comentou.

Polidoro solicitou também que o policiamento especial seja ampliado para os meses pós natal. " Nós queriamos que essse tipo de ação também seja feita em janeiro, quando voltar a aumentar a ação dos bandidos. Nesse periodo a gente percebeu um aumento dos crimes no centro", comentou.

Diante do pedido, o comandante metropolitando ficou de analisar essa possibilidade.

Horários - O horário especial do comércio começará a partir do dia 5 de dezembro, quando as lojas até o dia 13, ficarão abertas das 7h às 20 horas. Já entre o dia 15 ao 23 o atendimento será estendido até às 23 horas . Nos dias 7, 14 e 21 (domingos) o funcionamento será das 9h às 18h.

No dia 24, véspera de Natal, as lojas do Centro ficarão abertas até às 18h, já os shoppings das 9h às 19h. Na véspera de Ano Novo, no centro as lojas terão atendimento até às 16h, enquanto que os shoppings até às 18h.

Nos dias 19, 20, 21, 22 e 23 os shoppings ampliarão o horário de funcionamento para até às 23 horas.

A previsão da Fecomércio/MS (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul), é de que as compras de Natal movimentem cerca de R$ 391 milhões de reais no comércio da Capital. A expectativa da ACICG é de que as vendas aumentem de 4% a 5% neste ano.



Pois é, enquanto os policiais ficam de braços cruzados nas praças do centro, os crimes de verdade ocorrem nos bairros.
 
Laura Vicente em 24/11/2014 15:31:29
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions