ACOMPANHE-NOS    
JUNHO, QUARTA  29    CAMPO GRANDE 17º

Capital

Rua vira atoleiro após chuva carregar terra de obra no Aero Rancho

No fim de semana, dois carros de passeio e um caminhão ficaram atolados no trecho intransitável

Por Jhefferson Gamarra e Cleber Gellio | 16/05/2022 13:07
Caminhão-pipa atolado no trecho de lamaçal. (Foto: Direto das Ruas)
Caminhão-pipa atolado no trecho de lamaçal. (Foto: Direto das Ruas)

O acúmulo de lama tem impossibilitado o trânsito de moradores e veículos em um trecho da Rua Bueno entre as ruas Canatuma e Carimbó, no Bairro Aero Rancho, região sul de Campo Grande. Após a forte chuva que caiu sobre a cidade no fim de semana, a terra que será usada para obras de pavimentação e drenagem foi carregada pela força enxurrada, deixando a rua intransitável.

Odiney em frente a sua residência onde obras estão sendo realizadas. (Foto: Cleber Gellio)
Odiney em frente a sua residência onde obras estão sendo realizadas. (Foto: Cleber Gellio)

O piscineiro Odney Figueiredo, 57 anos, conta que o trecho do atoleiro vive em manutenção desde que iniciaram o preparo para pavimentação. Ele conta que apenas no fim de semana, dois veículos pequenos e um caminhão ficaram atolados no local.

“Dessa vez, parece que vai passar asfalto, mas só passaram a patrola até agora. É sempre um transtorno, mas acho que dessa vez vem. De carro, não dá pra sair, então ficamos ilhados. Se eu não tivesse moto, estava enrolado para ir trabalhar”, relata o morador.

Proprietária de um salão de festas bem em frente ao atoleiro, Denise Rocha, 43 anos, lamenta a situação e teme prejuízos para os clientes que alugam o espaço, caso a situação não seja sanada.

Trecho completamente tomado pela lama. (Foto: Cleber Gellio)
Trecho completamente tomado pela lama. (Foto: Cleber Gellio)

“Vira e mexe tem obras, mas é só chover que fica assim. Durante o evento, os convidados tiveram que entrar pelos fundos, mas não pediram reembolso. No mínimo seria ter colocado um aviso das obras. Como eles fizeram isso sendo que tinha previsão de chuva?”, questiona a empresária.

As obras no local são de responsabilidade da Agesul (Agência de Gestão de Empreendimentos), no final de semana, o trecho de atoleiro não possuía nenhum tipo de bloqueio. Na manhã de hoje, técnicos a agência foram ao local e interditaram alguns pontos com fitas zebradas.

Em resposta à reportagem, a Agesul que as obras no trecho em questão teve inicio em março e está em fase de drenagem de águas pluviais e drenos para rebaixamento do lençol freático, serviços que antecedem a terraplanagem e pavimentação.

A empresa responsável pelos serviços entregou uma fase da obra no sábado, deixando o trecho devidamente sinalizado e sem nenhum buraco aberto, porém a movimentação de terra e a chuva de domingo ocasionaram o transtorno. Os serviços serão retomados amanhã (17), se não chover. A previsão é que a todas as obras na região sejan concluídas em dezembro deste ano.

Alguns pontos foram parcialmente bloqueados na manhã de hoje. (Foto: Cleber Gellio)
Alguns pontos foram parcialmente bloqueados na manhã de hoje. (Foto: Cleber Gellio)


Nos siga no Google Notícias