ACOMPANHE-NOS    
OUTUBRO, QUINTA  22    CAMPO GRANDE 21º

Capital

Saiba que unidade de saúde procurar em caso de sintoma de coronavírus

Os atendimentos em saúde específicos para possíveis casos da doença seguem um padrão diferenciado

Por Lucia Morel | 25/03/2020 18:44
Com risco de contágio alto, pessoas que procuram unidade de saúde, já vão com máscaras. (Foto: Marcos Maluf)
Com risco de contágio alto, pessoas que procuram unidade de saúde, já vão com máscaras. (Foto: Marcos Maluf)

Com as ações de enfrentamento ao novo coronavírus em pleno funcionamento em Campo Grande, os atendimentos em saúde específicos para possíveis casos da doença seguem um padrão diferenciado. Para casos mais leves, basta ficar em casa, mas se a pessoa perceber que o quadro pode estar se agravando, deve procurar uma unidade de saúde.

Sob orientação do Ministério da Saúde, somente os casos considerados graves devem ser testados para confirmar se a pessoa está ou não infectada pela Covid-19. Então, para evitar a proliferação, o isolamento social é resposta mais efetiva.

Assim, segundo a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) de Campo Grade, se a pessoa apresentar sintomas de um resfriado ou gripe leve, como febre baixa ou dor de garganta moderada, devem ficar em casa por período de 14 dias, até a melhora do quadro clínico.

Mas caso a situação se agrave, e a pessoa passe a apresentar febre alta, dor de cabeça, tosse e coriza, o local adequado para buscar atendimento é em uma UBS (Unidade Básica de Saúde).

Fonte: Sesau
Fonte: Sesau

Já quadros mais sérios, são considerados quando a pessoa apresenta febre alta e falta de ar, com dificuldade para respirar. Nesses casos, a pessoa precisa se dirigir a uma unidade 24 horas, seja ela uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) ou CRS (Centro Regional de Saúde).

De acordo com a Sesau, a separação dos atendimentos visa dar celeridade e também organizar o fluxo de pacientes a serem atendidos.

OUTRAS DOENÇAS – Para dar total atenção aos casos de Covid-19, a prefeitura suspendeu os atendimentos ambulatoriais e eletivos realizados na rede pública de saúde. Atualmente, só continuam sendo prestados pequenos serviços, como curativos, retirada de pontos, vacinas infantis, inalação e entrega de medicações. Tais atendimentos são feitos nas UBS e UBSF.

Fonte: Sesau
Fonte: Sesau

No entanto, a pasta recomenda que, mesmo para esses atendimentos, a população aguarde a passagem da epidemia para realizá-los. “A recomendação é que evitem a presença neste momento neste locais, conforme recomendação do Ministério da Saúde”, sustentou a Sesau.

Onde ir se eu tiver...

  • Sintomas leves, como febre baixa ou dor de garganta moderada: ficar em casa até a melhora do quadro clínico por um período de 14 dias;
  • Febre alta, dor de cabeça, tosse e coriza: procurar uma UBS (Unidade Básica de Saúde);
  • Quadro agravado, com febre alta e falta de ar: procurar uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) ou CRS (Centro Regional de Saúde). Ambos funcioname por 24 horas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário