A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

05/12/2014 10:17

Saúde faz panfletagem contra dengue nas Moreninhas, mas esquece limpeza

Paulo Fernandes
Cerca de 150 agentes de saúde fizeram passeata contra a dengue nas MoreninhasCerca de 150 agentes de saúde fizeram passeata contra a dengue nas Moreninhas
Agentes alertaram população, mas ignoraram lixo nas ruas (fotos: Marcelo Calazans)Agentes alertaram população, mas ignoraram lixo nas ruas (fotos: Marcelo Calazans)

Um exército de aproximadamente 150 agentes de saúde, acompanhado de lideranças do bairro, faz uma ação, nesta sexta-feira (5), no bairro Moreninhas, em Campo Grande, para conscientizar sobre os riscos da dengue e de uma doença parecida, a febre chikungunya. Os agentes entregam panfletos, colam cartazes, e explicam sobre a prevenção e os riscos das doenças, mas estão ignorando o lixo no trajeto, acumulando água. A programação do mutirão de limpeza para este fim de ano não inclui o bairro, um dos maiores da Capital.

Maria de Luna, 62, já teve dengue três vezesMaria de Luna, 62, já teve dengue três vezes

“O mosquito não quer saber de passeata. É bonito, vai sair na imprensa, mas não vai solucionar o problema”. O desabafo é da aposentada Maria de Luna, 62, uma das moradoras do bairro que já contraiu dengue três vezes. Ela recebeu um dos panfletos enquanto limpava o jardim na frente da casa. Vizinhos, no entanto, não tinham feito a 'lição de casa'. A poucos metros da casa dela, era possível ver um pneu jogado e mais sujeira.

Por onde passaram os agentes de saúde tem todo o tipo de entulho e lixo, incluindo restos de comida. A Prefeitura informou que está com o mutirão de limpeza nos bairros Taquarussu e Jacy e que o próximo bairro a receber o serviço será o Nova Lima.

Mais de 20 mil panfletos estão sendo distribuídos no bairro Moreninhas, nas casas e comércio, segundo o superintendente geral do Distrito Leste, da Secretaria Municipal de Saúde, Vagner Ricardo dos Santos.

Desde o início do ano, Campo Grande teve 3.797 casos notificados de dengue. Em novembro foram 174 casos, conforme boletim epidemiológico divulgado na última terça-feira (2). Em relação a febre chikungunya, foram notificados 27 casos, sendo que um foi confirmado, 14 descartados e 12 aguardando resultado de exame, que é realizado em Belém (PA).

A diretora de Vigilância em Saúde do município, Márcia Dal Fabro, diz que a população precisa ficar alerta para eliminar os focos de dengue, que a situação é de alerta por conta do período de chuvas, mas que o número de casos ainda não são muito preocupantes.

A dengue e a frebre chikungunya são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. A chikungunya também é transmitida pelo Aedes albopictus, transmissor da febre amarela. E embora os vírus da febre chikungunya e os da dengue tenham características distintas, os sintomas das duas doenças são semelhantes.

Até restos de comida permaneceram no trajeto dos agentes de saúdeAté restos de comida permaneceram no trajeto dos agentes de saúde
Aviso que pede para população não jogar lixo é desrespeitadoAviso que pede para população não jogar lixo é desrespeitado

Prevenção - A prevenção consiste em adotar medidas simples em casa e arredores que ajudem a combater a proliferação do mosquito transmissor da doença, não deixando água parada em pneus, vasos e plantas.

É importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d´água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.

A caixa d'água deve ficar sempre fechada, é preciso remover folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas, encher de areia até a borda os pratinhos das plantas, guardar as garrafas sempre de cabeça para baixo e colocar o lixo em sacos plásticas, mantendo a lixeira bem fechada.

Guarda oferece palestra sobre prevenção e combate às drogas em Uneis
Jovens da Unei (Unidades Educacional de Internação) Dom Bosco e da Unidade de Internação Feminina Estrela do Amanhã, em Campo Grande, receberam pales...
Cadastramento biométrico é oferecido pela Carreta da Justiça em Anhanduí
Desde o início desta semana a Carreta da Justiça está realizando atendimentos da biometria no distrito de Anhanduí, no município de Campo Grande, gra...


Uns dos maiores problemas nesse parque é a cesta de lixo que colocaram na entrada lateral pela rua barreiras quase em frente ao numero 291. Todos os eventos que fazem no local jogasse lixo (resto de comida) nesse cestão, e animais vão e reviram o lixos que fica por vários dias espalhado. Deveria ter lixeiras com tampas no portão principal e comunicar a solurb sobre a coleta.
 
Roberto em 05/12/2014 11:49:38
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions