A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

10/02/2014 15:04

Secretaria diz que não libera Hospital do Câncer por falta de documentos

Luciana Brazil
Estrutura pronta empaca com a burocracia. (Foto: Marcos Ermínio)Estrutura pronta empaca com a burocracia. (Foto: Marcos Ermínio)

Inaugurado em agosto do ano passado em Campo Grande, a filial do Hospital do Câncer de Barretos continua fechada.

Conforme a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), o motivo para a demora na abertura seriam documentos que ainda precisam ser entregues pelo hospital para que o local seja liberado.

O estabelecimento já está equipado e pronto para funcionar. No entanto, enquanto a unidade fica fechada, dezenas de pacientes sofrem com a falta de local para fazer exame na rede pública.

A secretaria informou que para emitir a licença sanitária, documento pendente para o funcionamento, é preciso que a unidade repasse ainda alguns documentos.

A filial, que atenderá integralmente pelo SUS (Sistema Único de Saúde), é referência nacional no tratamneto contra doença. Porém, a unidade novinha, além de R$ 7 milhões em equipamentos para diagnóstico do câncer, está parada por causa da burocracia. 

Erros na documentação do terreno também foram apontados como um dos problemas que empacaram o funcionamento da unidade. Porém, segundo a Sesau, a Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) já regularizou a situação na sexta-feira (7).

Em resposta ao Campo Grande News, a Sesau informou que “aguarda documentos (laudos e declarações) a serem enviados pelo hospital, para assim emitir a licença sanitária”.

Até o fechamento desta reportagem não foi possível contato com a assessoria de imprensa do hospital para saber quias são os documentos e se, de fato, eles ainda não foram entregues.

Na contramão de outros locais, onde geralmente faltam equipamentos para iniciar o funcionamento, o hospital está equipado, pronto para atender a população.

Entre os benefícios oferecidos, uma unidade móvel vai facilitar o atendimento. Uma carreta devidamente equipada vai visitar diversos bairros da Capital, quando os exames poderão ser feitos.

A unidade foi construída para que campo-grandenses não precisem ir a Barretos (SP) para fazer exames iniciais. “Os casos mais simples serão tratados aqui mesmo, como os que exigem pequenas cirurgias, por exemplo”, disse o diretor da matriz, Rafael Haikel, durante a inauguração do prédio, em agosto do ano passado.

De acordo com o planejamento do hospital, inicialmente a equipe contará com três médicos e outros dois ficarão em São José do Rio Preto acompanhando o andamento dos trabalhos via internet.

Conforme o diretor, a unidade já tem 22 funcionários contratados em Campo Grande. O intuito era aumentar a equipe para 55 trabalhadores neste ano.

Localizada no bairro Aero Rancho, a unidade pretende realizar 150 exames por dia. Ao todo, 100 serão de mama e o restante preventivo, o papa Nicolau.

Detectar câncer de mama e de colo de útero, logo no início da doença, é o foco principal do hospital, já que sendo diagnosticado precocemente, o tratamento será menos agressivo e mais eficiente.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...


Lamentável, Sr. Antonio Moraes, descanse em PAZ, pq a sua parte foi feita. Com esforço um HOMEM sem obrigações constrói algo para sociedade, em prol do melhoramento, e então a palhaçada começa. Tenham o mínimo de Respeito por quem já não esta mais aqui e merece ser HONRADO.
 
Mauricio Manvailer em 11/02/2014 08:29:22
Para cada paciente que perecer por falta de atendimento, fruto da incompetência dessa administração caótica, lerda, desumana, que abandonou os cidadãos dessa cidade, seja com o descaso com o mato, elevando a infestação por escorpiões, e provável epidemia de dengue, ou por não liberar um hospital que de tanta importância, devíamos colocar uma cruz em frente a prefeitura, como sinal da morte de toda uma cidade. Vai culpar quem agora BerMal?
 
Lene Pereira em 11/02/2014 08:18:07
E pra caba com tanta boa vontade do Hospital de Barretos para ajudar nosso Estado depara com essa burocracia ... acorda Sro Secretario enquanto vc dorme no ponto tem mtas pessoas sofrendo com essa doença , sendo que a prevenção é o melhor remedio !!!!! Cadê as autoridades competente da nossa capital que na epóca de eleição usa a saúde para conquistar seus votos ... acorda população não deixa ser enganados .....
 
jovina job em 10/02/2014 23:51:11
Maximiliano, o Prefeito Bernal, não é de Campo Grande.
 
Alcenair Nobre Costa em 10/02/2014 22:09:35
Nem para um lado nem para outro o hospital do câncer desafoga o sistema pública agora a maior parte do custo será dinheiro público.....situação esta que leva a várias denúncias no MP de São Paulo.
Resumindo nem o doador, nem o hospital, nem o poder público, no final a questão é dinheiro e a farra do dinheiro público em instituições particulares conveniadas.
Acorda Brasil não há santos.
 
Juarez souza em 10/02/2014 21:44:55
é muito falta de respeito com a gente que paga o salario exorbitante para esses politico incompetente.
 
augusto donizete em 10/02/2014 20:29:14
"Me engana que eu gosto"
O que realmente está por trás desta situação ridícula?
MP, PF, população, imprensa, está na hora de uma ação de cidadania, patriotismo, amor ao próximo que está morrendo sem socorro e estes desonestos desfrutando de mordomias e corrupções de todos os tipos imagináveis.
Onde estão nossas autoridades?
 
Gláucia Chaves Brito em 10/02/2014 17:44:13
É muita incompetência!!!
É revoltante!!!
 
Marcos Hollender em 10/02/2014 17:04:40
"Erros na documentação do terreno", que até onde eu sei foi a própria prefeitura quem doou !!!!!!! brincadeira hemmmm
 
marcos foss em 10/02/2014 16:53:40
Devia ter feito a doação para uma cidade de outro estado, pela mor de Deus, ooooooo povinho ignorante o tal campo grandense, sou daqui e tenho vergonha de dizer quando vejo coisas desse tipo, é que não era a vontade do benfeitor, mas eu no lugar da familia, já dispensava todo mundo, fechava as portas, vendia os equipamentos e o prédio e tchau Campo Grande.
 
maximiliano rodrigo antonio nahas em 10/02/2014 16:27:38
SERA QUE SÃO IMPEDIMENTOS DE LAUDOS E DOCUMENTOS OU ALGUMA OUTRA COI$$$$A QUE TA FALTANDO PARA A LIBERAÇÃO?
 
LUCIANO MARQUES em 10/02/2014 16:26:02
-Um cidadão presta uma caridade pra cidade e os burrocrata emperra tudo.
 
luis tibo em 10/02/2014 16:08:07
Deixa ver se compreendi direito falta uma declaração ou coisa assim enquanto, muita gente está morrendo na fila é isso? é de chorar... haja imcompetência Sr secretário de saúde.
 
francisco manoel em 10/02/2014 16:04:34
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions