A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Abril de 2019

02/03/2019 13:29

Suspeita de assalto leva polícia a motorista que entregaria arma na Capital

Preso confessou ter sido contratado para levar a arma da fronteira até Campo Grande. Para isso receberia R$ 1,3 mil.

Geisy Garnes
Arma apreendida com Claudemir (Foto: Divulgação)Arma apreendida com Claudemir (Foto: Divulgação)

Após denúncias e a suspeita de um assalto, policiais do Batalhão de Choque prenderam um homem de 33 anos com um revólver calibre .357. A arma, que tem alto poder de destruição, seria entregue a um possível comprador em posto de combustível na Avenida Gury Marques, em Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrência, os policias realizavam rondas nesta sexta-feira (1º) quando receberam a denúncia de que um carro com dois ocupantes e com placa de Paranhos estava estacionado no pátio de um posto de combustível há certo tempo. Por conta do horário de fechamento do estabelecimento e a possibilidade de um roubo, os policial foram ao local.

No posto, abordaram o motorista, identificado como Claudemir de Quadra e o passageiro, um adolescente de 16 anos. Nada foi encontrado com os dois, mas os policiais desconfiaram do motivo para estarem em Campo Grande, já que nenhum deles tinha bagagem e o carro era da região de fronteira do Estado com o Paraguai.

Uma busca detalha foi feita no veículo, um Gol cinza, e atrás do porta-luvas um revólver Taurus calibre .357 foi encontrado. Diante do flagrante, Claudemir contou ter sido contratado para levar a arma até Campo Grande e entregar a um desconhecido. Para isso receberia R$ 1,3 mil.

Segundo a polícia, a arma apreendida tem um alto poder de destruição e por isso é classificada como arma de uso restrito a militares das Forças Armadas ou Forças Policiais. O caso foi registrado como porte ilegal de arma.

Motorista de aplicativo 'arranca' com veículo e foge com celular de passageira
Uma mulher de 50 anos procurou a polícia na noite de segunda-feira (22) após ter o celular furtado por um motorista de aplicativo em Campo Grande. O ...
Homem será julgado 15 dias após matar colega com golpe de 'picareta' na cabeça
Quinze anos depois de ter matado Olegário Gimenes com um golpe de picareta na cabeça, Amilton Maidana, de 65 anos, será julgado nesta terça-feira (23...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions