A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

11/06/2016 11:00

Suspeito de envolvimento em duplo homicídio se escondeu em hotel

Paulo Yafusso
Oscar Ferreira Neto, o Oscarzinho, está sendo procurado pela polícia desde o final de maio (Foto: Reprodução Facebook)Oscar Ferreira Neto, o Oscarzinho, está sendo procurado pela polícia desde o final de maio (Foto: Reprodução Facebook)

O principal suspeito de envolvimento no duplo homicídio ocorrido em Bela Vista em abril deste ano, Oscar Ferreira Neto, o Oscarzinho, fugiu para Campo Grande quando teve a prisão temporária decretada pela justiça no final de maio e se escondeu em um hotel na Capital. A informação consta na comunicação da prisão de Guilherme Gonçalves Barcelos, encaminhada ao juiz de plantão na Capital no dia 25 de maio.

Conforme o documento, Guilherme Barcelos, ao ser preso, informou que outro envolvido no assassinato de Alberto Aparecido Roberto Nogueira, o Betão, e do policial civil Anderson Celin Gonçalves da Silva, estava escondido em outro hotel, mas ele não revelou o nome. Essa outra pessoa seria Oscarzinho. Barcelos foi preso em um hotel próximo a antiga rodoviária, e resistiu à prisão.

Ainda conforme consta nos autos, depois de recolher Guilherme Barcelos numa das celas do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros), os policiais montaram um esquema para prender Oscarzinho, percorrendo os hoteis da Capital, mas ele não foi localizado. Já na madrugada, após retornarem ao Garras para colher mais informações com Barcelos, os policiais o encontraram morto, enforcado.

O delegado titular de DEH (Delegacia Especializada de Homicídios) e coordenador da investigação, Márcio Obara, não dá detalhes do caso, sob a alegação de que está sob segredo de justiça. Mas o Campo Grande News apurou que na mesma época, final de maio, um morador de Ponta Porã foi preso e trazido para Campo Grande, onde foi ouvido. Como a prisão era temporária, válida por cinco dias, ele já está solto. A polícia não revela o motivo dessa prisão.

Oscarzinho continua foragido, com a prisão temporária expedida pela Justiça de Bela Vista, a 322 km de Campo Grande, na fronteira com o Paraguai. As investigações apontam que ele, que é filho de vereador em Caracol, esteve no pesqueiro onde Betão e Anderson Celin estiveram em Bela Vista. Os corpos dos dois foram encontrados na carroceria da caminhonete de Betão, com perfurações por tiro e carbonizado.

Oscarzinho, que na região de Caracol é tido como pistoleiro, assim como Betão, foi procurado pela polícia em todos os locais onde costumava frequentar. Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão e de prisão, a polícia encontrou na casa do pai de Oscarzinho duas armas, entre elas um revólver calibre 38 que era de Betão.

 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions