A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 16 de Dezembro de 2018

10/09/2015 08:38

TJ cria centro de solução de conflitos na Associação Comercial da Capital

Caroline Maldonado

O TJ (Tribunal de Justiça) de Mato Grosso do Sul firmará, hoje (10), convênio com a ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande) para criação de um Cejusc (Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania), que funcionará na sede da entidade.

Este Cejusc será o quinto implantado pelo Poder Judiciário para atendimento à população de Campo Grande, fazendo mediações e conciliações conforme estabelece a resolução do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), que dispõe sobre a Política Judiciária Nacional de tratamento adequado dos conflitos de interesses.

Atualmente, existem quatro Cejuscs na Capital, um no Núcleo de Práticas Jurídicas da Anhanguera-Uniderp, outro no Prédio do Núcleo de Prática Jurídica da Unidade II da Estácio de Sá, outro na Defensoria Pública do Estado e um na Unidade Horto Florestal.

Segundo o TJ, até o fim deste ano, serão implantados cinco centros de solução de conflitos em comarcas de interior, de Corumbá, Naviraí, Dourados, Três Lagoas e Ponta Porã.

O convênio para o centro em Campo Grande será assinado pelo presidente do TJMS, desembragador João Maria Lós, e pelos representantes da ACICG. O evento também terá a participação do coordenador de Nupemec (Conciliação do Núcleo Permanente de Solução de Conflitos), desembargador Vladimir Abreu da Silva, e do coordenador de Mediação do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos, desembargador Romero Osme Dias Lopes, que vai ministrar palestra sobre os métodos autocompositivos de solução de conflitos.

A cerimônia de assinatura será a partir das 19 horas, no Marco (Museu de Arte Contemporânea), na rua Antônio Maria Coelho, nº6000, no Parque das Nações Indígenas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions