A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

27/02/2013 11:49

Vereador pede policiamento ostensivo na região em que jovem foi morto

Francisco Júnior e Luciana Brazil
Universitário foi espancado. (Foto: Facebook)Universitário foi espancado. (Foto: Facebook)

O vereador Chiquinho Telles (PSB) pediu nesta quarta-feira (27) à Mesa Diretora da Câmara Municipal que seja encaminhado ofício a Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) e Comando Geral da Polícia Militar para intensificação do policiamento na Vila Progresso, onde na madrugada de terça-feira um universitário foi assassinado.

O parlamentar sugeriu que a ronda ostensiva seja realizada principalmente nas ruas Oclésio Barbosa Martins, Aparecida e Chile. Chiquinho Telles justificou a indicação relatando que moradores do bairro reclamam que a região tem vários pontos de vendas de drogas.

Antônio Tardivo Delben foi encontrado caído no chão, na rua Chile, com a Oclécio Barbosa. Ele estava apenas de cueca e sem documentos. O rapaz foi socorrido pelos bombeiros e por uma viatura do Samu (Serviço Móvel de Atendimento de Urgência), encaminhado ao posto de saúde do Universitário e pela gravidade dos ferimentos, teve que ser levado para a Santa Casa onde morreu na manhã de ontem.

Familiares de Antônio procuraram a Polícia depois de receber uma ligação do posto de saúde, informando que a vítima estava em estado grave e havia sido agredido. O pai do rapaz, José Renato Jurkevicz Delben, 56 anos, disse à Polícia que o filho tinha saído de casa por volta das 19h, para ir a faculdade e desde então não teve mais notícias sobre ele.
José Renato informou à Polícia que o filho era usuário de drogas.

A primeira suspeita da Polícia é de que o universitário tenha sido vítima latrocínio. O carro que ele dirigia, um Celta branco, foi encontrado apenas na tarde de ontem, a 300m de distância de onde o estudante foi socorrido. As investigações vão correr pela Defurv (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos).

 

Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


As bocas de fumo nao vao atraz dos usuarios eles que vao ate la o que se pode esperar .A policia sabe e conhece os lugares onde vende e conhece os comerciantes mas infelizmente nao fazem nada.Acho que tem que mudar essa atitude dos policiais.
 
helena da costa andrade em 10/03/2013 22:00:33
Nossa esta virando uma cracolandia, realmente não estão fazendo nada, quando se darem por conta, não saberam o que fazer, igual em SP, dai vão começar apelar tentando tirar da rua, tentando mudar para outro lugar, até mesmo interna-los, porque não começar agir agora o quanto antes, cade os governantes, porque não estão agindo, nosso estado esta ficando cada vez pior.
 
maria da groria em 27/02/2013 22:42:20
TODOS sabem que a região é um verdadeiro paraíso das drogas.
É só passar de carro em qualquer hora do dia por lá, que se vê nitidamente isso.
O problema é que a POLÍCIA OSTENSIVA em nossa capital ou é MUITO CEGA, ou tem algo muito estranho. Só pode.
Matam, roubam, comercializam à luz do dia e nossa INTELIGENTE POLÍCIA só faz absolutamente nada. Nadica de nada.
Talvez deixam assim confinados naquela região para melhor controlarem (kkkkkkkkkk)
É que ainda não foi assassinado nenhum filho de bacana. Deixa isso ocorrer que verão a limpeza que farão na região.
 
Madalena Arre Pendid em 27/02/2013 13:00:48
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions