A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

31/01/2014 11:38

Veterinário é preso por furtar mais de R$ 2 milhões em gado de 4 fazendas

Graziela Rezende
Veterinário foi abordado nas escadarias do TRT. Foto: Cleber GellioVeterinário foi abordado nas escadarias do TRT. Foto: Cleber Gellio

Médico veterinário e ex-gerente de quatro fazendas em Mato Grosso do Sul, Gustavo Mariozi Silveira, 46 anos, foi preso nesta sexta-feira (31), em frente ao TRT (Tribunal Regional do Trabalho), em Campo Grande. Ele era procurado há dois anos pelo furto de gado avaliado em cerca de R$ 2 milhões. E como mudou de endereço, sem informar as autoridades, a Justiça decretou a prisão preventiva em dezembro de 2013.

Ainda nas escadarias do TRT, Gustavo foi surpreendido por policiais do Garras (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros). O Campo Grande News acompanhou o momento em que ele tentou resistir, mas foi levado para a delegacia.

Gustavo é natural de Santa Maria (RS). Testemunhas dizem que ele furtou gado de uma família, na época de um processo de inventário e então fugiu para o Estado. Aqui trabalhou por sete anos nas propriedades do agropecuarista E.V.C., 62 anos, localizadas em Aquidauana, Bela Vista, Terenos e Bodoquena.

Procuração - O autor recebia R$ 4 mil mensais e mais 2% de comissão sobre a venda dos animais, conforme a vítima. Em depoimento, ele conta que emitiu uma procuração para Gustavo representá-lo junto a terceiros e efetuar a comercialização dos bovinos. No entanto, em 2006 o documento foi revogado.

Foi na época que a vítima começou a perceber irregularidades, como a venda de bezerros logo após o nascimento. A Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) autoriza a venda após o desmame, com no mínimo dez meses de idade. Gustavo, porém vendia os animais por um preço muito menor, com três meses de vida.

Ao todo a vítima diz que possuía na época 10 mil cabeças de gado, sendo a maioria da raça angus. Em um levantamento de junho de 2011, ele constatou o furto de 754 animais. O agropecuarista registrou uma ocorrência e as investigações confirmaram que ele ainda contava com a ajuda de uma quadrilha para cometer o crime.

Gustavo foi indiciado por furto qualificado por abuso de confiança, estelionato e formação de quadrilha.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Por ter curso superior o meliante terá direito a prisão diferenciada.
Deveria ser preso junto com os pobres, pois usou a sua capacidade intelectual para roubar. Que coisa feia.
 
jose rodrigues em 31/01/2014 20:10:06
Mas e para acabar mesmo!
Somente porque a foto da abordagem nao mostra o cara algemado ja tem neguinho criticando o trabalhado da policia!! Certamente foi conduzido algemado! Tem cara que reclama ate porque agua nao tem gosto ou porque a roda e redonda! Vai procura o que fazer!
 
Pedro Pedreira em 31/01/2014 19:28:47
o Conselho Regional de Medicina Veterinária deve tomar providências para excluir um cara como esse. Bandido
 
Francisco Jacinto em 31/01/2014 16:48:01
Não algemaram o miliante porque? É bandido e dos grandes.
 
jose carlos em 31/01/2014 13:40:49
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions