A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

03/03/2013 10:23

Vítima de ladrões por 14 vezes, morador coloca a culpa em terreno baldio

Viviane Oliveira
Além do mato alto e lixo, os moradores reclamam que o terreno serve de esconderijo para bandidos. (Fotos: Luciano Muta) Além do mato alto e lixo, os moradores reclamam que o terreno serve de esconderijo para bandidos. (Fotos: Luciano Muta)

Um terreno baldio que acumula mato e lixo na rua Carlinda Tognini acaba com a paz de moradores da Vila Progresso, em Campo Grande. Eles reclamam que além do lugar ser criadouro do mosquito da dengue e servir de abrigo para animais peçonhentos, o mato alto serve de esconderijo para ladrões.

De acordo com o aposentado Leal Pael, de 59 anos, os vizinhos entraram em contato com o dono do terreno para que fizesse a limpeza, no entanto o proprietário não atendeu a solicitação dos moradores, que sofrem com a sujeira e a criminalidade no local.

“Precisamos que alguém tome alguma providência. Nós não somos obrigados a conviver com insetos, ratos e cobras por causa de uma pessoa irresponsável”, disse.

Juan Cerezo, de 66 anos, não mora no bairro, mas tem uma funilaria há 47 anos em frente ao terreno baldio. Ele conta que desde o começo do ano passado até agora já foi furtado 14 vezes.

O alvo são as peças e pneus dos carros que ficam na empresa. “Os bandidos aproveitam esse matagal para se esconder e roubar”, reclama, acrescentando que a região concentra ponto de venda de droga e prostituição.

Cansada de presenciar assalto em plena luz do dia, a funcionária de um restaurante no bairro, Raquel Ferreira Martins, de 39 anos, teme ser a próxima vítima. “Todos os dias tenho que fazer esse caminho para ir para casa. Para tentar escapar da violência, não passo aqui sozinha e muito menos próximo ao terreno, que serve até de motel para os travestis na região”, destaca.

Raquel cansou de presenciar assaltos no local. Raquel cansou de presenciar assaltos no local.
Além do lixo, até preservativos foram encontrados na calçada de um imóvel. Além do lixo, até preservativos foram encontrados na calçada de um imóvel.

Além do lixo, na rua Carlinda Tognini esquina com a rua Aparecida próximo a um imóvel que está para ser alugado, a equipe de reportagem encontrou vários preservativos jogados na calçada. “Infelizmente nós convivemos com essa situação”, lamenta o aposentado Antônio Adriano da Silva, de 83 anos.

Manutenção - De acordo com a assessoria de imprensa da Prefeitura, a limpeza e a conservação de terrenos particulares compete ao proprietário.

A lei municipal nº 2909 de 28 de julho de 1992, estabelece que os proprietários dos imóveis são responsáveis, ainda, pela construção de calçadas. Os terrenos devem ser mantidos limpos, capinados, drenados e calçados.

O proprietário que não cumprir será notificado e recebe um prazo para regularizar a situação. Se o terreno não for limpo o dono pode receber uma multa que varia de R$ 1.624 a R$ 6.498.

As denúncias de falta de manutenção em terrenos baldios podem ser feitas no telefone da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) 156.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Obrigada pela reportagem da ccampo grande news pois vcs foram os únicos que tiveram o compromisso de mostrar a nossa realidade já fizemos tudo que estava em nosso alcance como cidadão mais nada é feito o rapaz foi morto foram outros que foram mortos aqui na vila mais nada e feito e só passar por vota da 18 h vão ver os travestis nus mulheres nuas e os drogadinhos vendendo seu papelotes na esquina das nossas casa....e a policia da uma passadinha olha e vai embora.... e nada o motel que e a boca de fumo e distribuição parece ser imune a justiça e assim vivemos.
 
maria silva em 04/03/2013 12:56:36
é só ir no bairro nossa senhoras das graças, ao lado do azaléia, são dezenas de terrenos vazios, sujos, sem muro, e acumulando sujeiras.
 
marli marlei antunes em 04/03/2013 09:29:40
O que mais tem na Vila Progresso são terrenos baldios.
 
Breno oliveira arantes em 04/03/2013 07:58:37
Gostaria de pedir que as autoridades nos ajudassem pois aqui na Vila Progresso vivemos o problema de prostituição e venda de drogas. A rua Oclécio Barbosa Martins já está virando uma cracolândia, pessoas ocupando calçadas como se fossem suas casas. Venda de drogas 24 horas por dia e furtos e roubos na região. Acredito que a polícia militar e prefeitura poderia nos ajudar a resolver este problema pois pagamos impostos como todos os moradores de Campo Grande, precisamos de ajuda.
 
Silmara Ovelar em 03/03/2013 21:49:14
É DESSE POVO QUE A PRFEITURA TEM ARRECADR DINHEIRO MULTA NELES AGORA SO COBRA DE QUEM NÃO TEM CONDIÇÃO ???/
METE A MULTA NO TERRENOS BAUDIOS
 
DOUGLAS SILVA em 03/03/2013 21:11:29
Essa cituação é simples de ser resolvida mas o povo reclama nos lugares errados. Se o terreno esta abandonado deve-se denunciar para prefeitura, se foi vítima de roubo eo ladrão preso ja tiver passagens,estar em condicional ou liberto antes do total da pena, pode-se ingressar com pedido de reparações de bens contra a prefeitura e secretária de segurança (por não tomarem medidas contra o terreno e por não reabilitar o criminoso) ou juíz(por dar liberdade condicional ou soltar antes do fim da pena um criminoso sem recuperação) e secretaria de segurança(por não solicitar ao juíz avaliação do criminoso por não estar apto a viver na sociedade e respeitar as leis). Quando o bolso dos políticos(verba pública) for direcionada a indenizações, eles vão tomar providências em prol do bem.
 
Alexandre de Souza em 03/03/2013 20:19:16
Terreno baldio como vizinho é o inferno, vivi com isso alguns anos (e tbem fui visitada por ladrões) o sossego só veio no dia que colocaram ele a venda e compramos e muramos, mantemos limpo, cuidamos da nossa saúde e da nossa segurança, agora convivo com a barrulheira a bagunça e a falta de respeito de um bar irregular bem na frente, será que vou ter que comprar o bar tbem?
 
Rosangela Mello em 03/03/2013 12:11:01
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions