A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/01/2011 20:37

População quer fiscalização permanente da PM a som alto na Afonso Pena

João Humberto e Viviane Oliveira
Henry Tamashiro explica que constantemente se depara com uma competição de qual motorista tem o veículo com o som mais potente. (Foto: Simão Nogueira).Henry Tamashiro explica que constantemente se depara com uma competição de qual motorista tem o veículo com o som mais potente. (Foto: Simão Nogueira).

Ontem, policiais da Ciptran (Companhia Independente de Policiamento de Trânsito) fiscalizaram veículos que ficam estacionados nos altos da avenida Afonso Pena, com som elevado ao máximo. Populares que moram na região esperam que essa fiscalização seja permanente.

Dalcia Flores Ribeiro, de 38 anos, porteira do Condomínio Altos da Afonso Pena, localizado em frente ao Parque da Nações Indígenas, explica que muitas pessoas reclamam do som alto. “No plantão de domingo é terrível, não consigo falar com os moradores pelo interfone. É um barulho ensurdecedor”.

Ela conta que costuma se deparar com vários carros estacionados em frente ao condomínio, que acaba servindo de estacionamento. “Tomara que essa operação da Polícia Militar continue e que vingue essa varredura que foi feita ontem”, dispara.

O síndico do condomínio, Henry Tamashiro de Oliveira, de 35 anos, reclama que em poucos minutos a avenida é fechada. Aos domingos, os moradores do Condomínio Altos da Afonso Pena costumam fazer um percurso que dura de 15 a 20 minutos para chegar ao local, quando na verdade duraria apenas cinco minutos.

“Tomara que essa ação da polícia continue, pois só assim o movimento irá diminuir. Moro há seis meses no condomínio e aos domingos constantemente me deparo com uma competição de quem tem o veículo com som mais potente. Essa bagunça precisa ser controlada”, adverte.

De acordo com a Polícia Militar, essa operação será feita normalmente à noite e nos finais de semana. A tendência é continuar.

Operação - A Ciptran apreendeu três veículos e sete motos, que foram recolhidos ao pátio do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), por apresentarem problemas como mau estado de conservação, pneus carecas e mudanças das características originais.

Foram recolhidos ainda dez documentos de veículos e duas CNHs (Carteiras Nacionais de Habilitação) e lavrados 28 autos de infração (multas).

Cerca de 150 pessoas foram abordadas pelos 37 alunos da academia de formação de soldado com a equipe de trânsito e policiais do 9º batalhão da Polícia Militar.

Na operação foram usadas seis viaturas de moto e uma van, além de dois guinchos.

Polícia apreende 10 veículos na Afonso Pena
Jovens transformam avenida em balada; 150 foram abordados.Na principal avenida de Campo Grande, a Afonso Pena, que todo fim de semana se transforma ...
Apae recebe doação de brinquedos da campanha Compartilhe o Natal
Foi iniciado nesta segunda-feira (11) a entrega de brinquedos arrecadados na campanha "Compartilhe o Natal", realizado pelo Ministério Público Estadu...
Ação oferece serviço especial na UBSF do Tarumã nesta terça-feira
A UBSF (Unidade Básica de Saúde da Família) do Tarumã promove nesta terça-feira (12) diversas atividades voltadas para a promoção de saúde da populaç...


AP e um lugar de todos, podem fazer caminhada, sexo, ouvir musica.... mas todas essas coisas boas maravilhosas vao acabar, pois o aquario vai sair e em breve nao podera mais fazer isso se nao os bichinhos como jacare, pixes vao ficar sem dormir. Ou seja o Governo usou esta estrategia para nocautear os pobres que querem curtir som.
a unica saida sera usar fones de ouvidos para dançar. hashuhashusha
 
jair de freitas primo em 29/05/2011 08:40:58
Todos sabemos que os Altos da Afonso Pena, nos finais de semana vira um caos. Tem de tudo. As autoridades responsáveis pela ordem e a segurança sabem disso, e por quê não resolvem o problemas? Essas autoridades deveriam ser punidas com base em principios administrativos, código penal e algo mais. E o Ministério Público não deveria agir diante da omissão das autoridades responsáveis pela ordem?
 
Jose Alfredo de Melo em 18/01/2011 10:55:58
Esta "bagunça" nos altos da Avenida Afonso Pena, de há muito, já deveria ter acabado. O local é residencial, bem diferente de anos atrás. Os moradores sofrem com todo tipo de transtorno, a começar pelo engarrafamento causado, sem falar na poluição sonora e, algumas vezes, até crimes são praticados (homicídio e porte ilegal de arma de fogo), como já vimos ocorrer. Já passou da hora de as autoridades tomarem providência. A Avenida Afonso Pena precisa ser utilizada pela população de forma civilizada, pois é um local bonito para passear com a família, levar as crianças para brincarem e, principalmente, para atividades saudáveis, como a prática de esporte. Bem diferente do que está ocorrendo hoje. Vamos agir gestores públicos!
 
Fábio Garcete de Almeida em 18/01/2011 08:39:41
Quem quer realmente, e acha que deve ser proibido este tipo de diversão no altos da Afonso Pena, são em sua grande maioria a BURGUESIA. O Altos da Afonso Pena, nunca foi um lugar residêncial, e sempre, na história de Campo Grande, ocorreram "festas" ali. Então porque agora isso? Seria apenas por ter um grande condôminio de alto luxo construido ali, e quem fez isso foi a especulação imobiliária. Bom agora veremos que quem manda mais um vez, é quem tem dinheiro. E a sua população ficará sem mais um lugar para aproveitar a vida.
 
Monoel Pereira em 18/01/2011 03:27:43
Lugar de playboyzinho tirar racha é no autódromo...
Lugar de paquerar e tomar cerveja é bar e boate...
Lugar de piriguete dançar funk é no baile funk...
Chega dessa desordem! Campo Grande não é cidadezinha de interior pra ter reuniao de jovens em plena avenida... aquele lugar tem como objetivo fazer caminhadas e ser um local familiar... chega!
 
willian Souza em 18/01/2011 03:21:15
Na verdade, o altos da Afonso Pena é um ótimo lugar para se divertir, Independente do como, estas mesmas pessoas que são contra o som auto dos automóveis hoje, são as mesmas que curtiam os domingos no altos da AP aos domingos quando jovens... Então a pergunta é... O porque isso agora? Seria pelo o avanço tecnológico, e que o som está mais auto? Bom, mais não se esqueça que os pais destas pessoas de hoje, falavam a mesma coisa. Quando mudei para Campo Grande, umas das coisas mais bonitas e divertidas aqui foi o altos da AP. Pois, é difícil você encontrar uma capital que pode se dar o luxo de reunir a população como acontece no altos da AP. Acho que deveríamos apenas organizar melhor, mais não proibir!
 
Rafael Pereira em 18/01/2011 02:33:59
Na verdade, eu acho q as pessoas tem q ter conciencia q a avenida Afonso pena nao é area residencial, a especulaçao imobiliaria fez com q aquele espaço fosse tomado por residencias, sendo q tds sabem q sempre terao problemas com barulhos.
Tds dizem que deve-se dar soluçao ao problema dos encontros nos finais de semana ou qquer outro dia naquele espaço, sendo isto normal, em qualquer cidade do pais, nao vejo ninguem dizer onde as pessoas poderao se reunir, conversar, tomar seu terere, etc...
A propria prefeitura escolheu aquele espaço para oferecer as familias um espaço alternativo, com facil acesso, centralizado.
Na minha opiniao, a grande massa da populaçao nao deve ser penalizada pq a burguesia quer ter seu imovel no centro, proximo ao shopping, se querem ter paz, silencio, mudem pro campo, vao morar em suas fazendas.
 
mauricio alandislau em 18/01/2011 01:09:00
Esta operação deveria se estender a outros locais da cidade, na rua onde moro nas quartas, sextas e sabados funciona uma casa noturna, o som da referida casa não incomoda, o que incomoda é o som alto dos veículos na rua, passam, param em frente de casa, e ligam o som, todas as vezes somos acordados no meio da madrugada, tenho um filho de 3 anos, que acorda no meio da noite com a bagunça, peço as autoridades que façam este trabalho em outros locais da cidade...
 
Marcos Dantas em 17/01/2011 09:58:19
O difícil é caminhar nos altos da Avenida Afonso Pena nos finais de semana, pois os carros estacionam nas calçadas, andam nas calçadas , não respeitando as crianças que brincam e andam de bicicletas.
A Avenida se transforma em um local onde não há respeito pelo direito do outro.
Parabéns ao trabalho desenvolvido pela Polícia.
 
Maria Joana Durbem Mareco em 17/01/2011 09:32:02
A Av. Afonso Pena não é um caso de Polícia, é um caso de vereador. O que falta é um vereador tomar vergonha na cara e fazer um projeto modificando aquele local, que infelizmente é privilégio de filhinhos de papai e gangues, que promovem toda quinta-feira a famosa quinta verde(raxa), oferecendo perigo as pessoas de bem. É preciso colocar radares, lombadas e cameras nos altos da avenida até o Shopping Campo Grande, mudar a arquitetura do estacionamento que serve de palco para adolescentes ficarem se exibindo semi-nuas em cima dos veículos, dançando aquelas músicas que fazem apologia ao sexo e ao crime! A Polícia nunca irá resolver esse problema sem ajuda dos vereadores e da prefeitura, aliás por que colocaram tantas lombadas dentro do parque dos poderes e esqueceram da Afonso Pena?? Vamos lá senhores vereadores e prefeito, acordem!!!
 
Sidnei Garcia de Freitas em 17/01/2011 09:16:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions