ACOMPANHE-NOS    
MAIO, QUARTA  27    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Volta para casa tem ônibus vazios, mas aglomeração na entrada dos coletivos

Linhas que costumam ficar cheias em horário de pico ganharam veículos a mais para atender demanda, nesta segunda-feira

Por Liniker Ribeiro | 06/04/2020 18:34
Campo Grande News - Conteúdo de Verdade

Mesmo com o retorno de boa parte do comércio, nesta segunda-feira (6), a volta para casa foi "tranquila" segundo usuários do transporte público da Capital. Com número de passageiros igual ao de assentos, a aglomeração nos ônibus se limitou a porta de entrada.

Nem mesmo a presença de fiscais do Consórcio Guaicurus evitou que os passageiros ficassem aglomerados ainda do lado de fora do veículo, aguardando para entrar. A cena foi registrada na estação de embarque da Avenida Afonso Pena, entre as Ruas 14 de Julho e Calógeras, minutos depois do horário de fechamento das lojas, que agora encerram as atividades às 16h30, conforme decreto da prefeitura.

Cerca de 15 minutos depois do fechamento do comércio, o ponto de ônibus estava lotado, porém, foi esvaziado em menos de 10 minutos. Algumas linhas principais, como as que tem o Terminal Bandeirantes e Aero Rancho no itinerário, contaram com dois veículos de uma só vez.

Quem estava no local aprovou a medida. Para a jovem Ene Miranda, de 23 anos, a decisão de ter menos pessoas dentro dos coletivos é uma boa alternativa. "Acho ótimo, menos aglomeração", afirmou.

Ônibus vazio; em pé apenas quem ainda se dirigia a um dos assentos disponíveis (Foto: Kísie Ainoã)
Ônibus vazio; em pé apenas quem ainda se dirigia a um dos assentos disponíveis (Foto: Kísie Ainoã)

Retorno do serviço - A partir de hoje, 270 ônibus do transporte coletivo voltaram a circular em Campo Grande, ampliação que atenderá a demanda e as novas regras de ocupação decorrente do retorno do comércio, não sendo mais restrito aos profissionais da saúde. O serviço estará disponível das 5h às 21h30.

O transporte coletivo está funcionando de forma diferenciada para atender medidas de segurança, com a finalidade de evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Todas as pessoas precisam ir sentadas e, por isso, precisam fazer a integração pela porta dianteira, diferente do que ocorre normalmente. Desta forma, o motorista tem mais controle sobre o número de passageiros que entra.