A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

11/03/2010 11:06

CMO divulga lista de tripulantes de helicóptero que caiu

Redação

O Comando Militar do Oeste informou a lista de tripulantes que morreram na queda de helicóptero ocorrida ontem à noite na região do Pantanal da Nhecolândia.

Todos os corpos foram completamente carbonizados e já estão no IML (Instituto Médico Legal), em Campo Grande. As famílias foram informadas na manhã de hoje e, após exames, serão liberados para embarcar para as cidades de origem.

Os pilotos são o capitão André Luiz Almeida dos Santos, de Itajubá (MG) e Vinícius Viglioni Salgado, de juiz de Fora (MG). Também estavam a bordo o sargento Renan Moreira Orizo, de Caraguatatuba (SP), e o cabo Rodrigo da Silva Corrêa, de Campo Grande, do CMO.

O acidente aconteceu às 21h50 na fazenda São Paulino, em Corumbá, onde faziam exercício de adestramento, na Operação Caburé. A fazenda é particular e foi cedida para treinamento.

A aeronave era pilotada por André Luiz e Viglioni era co-piloto. O general de Exército Renato Joaquim Ferrarezi, Comandante Militar do Oeste, disse que ambos tinham larga experiência em vôos.

A equipe estava na região desde segunda-feira, participando do adestramento, que ao todo envolve 88 homens do 3º Batalhão de Aviação. Eles estavam a 3 quilômetros da cabeceira da pista quando o helicóptero caiu e não chegaram a passar mensagens via rádio relatando dificuldades.

Será instaurado um IPM (Inquérito policial militar) e a Comissão de Acidentes Aeronáuticos, com quatro militares, vai levantar a situação e determinar se houve falha mecânica ou humana. Questionado se o helicóptero pode ter sido abatido, o general disse que está é uma possibilidade "muito remota".

Ao cair, a aeronave pegou fogo. Os corpos foram resgatados pelo Esquadrão Pelicano, da Base Aérea de Campo Grande, e trazidos ao Instituto Médico Legal da Capital.

O helicóptero FENNEC prefixo AS-550 AZ, conhecido como Esquilo, era usado desde os anos 80 e, de acordo com o general, estava de acordo com o plano de manutenção de aeronaves do Exército.

O subcomandante do Batalhão de Aviação, major Felipe Rezende, lembrou que até hoje ocorreram no País cinco grandes acidentes envolvendo helicópteros do Exército, e o último envolveu um FENNEC também.

O comandante do CMO lamentou o episódio e destacou que a "a perda maior é dos homens" e que o "foco das Forças Armadas e do Exército Brasileiro, em particular, sempre foi sua tropa".

Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...
Autorização para psicólogos aplicarem terapia de reorientação sexual é mantida
O juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, decidiu hoje (15) tornar definitiva a decisão liminar (provisória) que havia pr...
Clientes de banco podem renegociar dívidas no "Caminhão do Quita Fácil"
A partir de segunda-feira (18), clientes das agências da Caixa de Campo Grande terão a possibilidade de renegociar suas dívidas atrasadas há mais de ...
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions