A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

10/12/2011 17:01

Conferência Nacional de Juventude discute políticas públicas para o Plano Plurianual 2012 a 2015

Roberta Lopes, da Agência Brasil

A 2ª Conferência Nacional de Juventude discutiu hoje (10) políticas públicas para os jovens. As políticas farão parte do Plano Plurianual 2012 a 2015 e integram o Programa Autonomia e Emancipação da Juventude. Dentro do programa há ações para garantir aos jovens acesso às políticas públicas, apoio a microprojetos para a promoção cultural da juventude, parcerias com órgãos governamentais e sociedade civil para prevenir o tráfico, a exploração sexual e a violência contra as mulheres jovens.

A secretária nacional de Juventude, Severine Macedo, disse que uma dessas políticas é a construção da Estação da Juventude. As estações serão feitas em parcerias com as prefeituras. Serão locais onde os jovens terão acesso a políticas públicas, a tecnologias da informação e da comunicação. A meta é construir 300 estações até 2015.

“As estações garantirão acesso a serviços, a políticas e a programas locais. A ideia é que essas estações possam funcionar em uma casa, em uma sala, um centro. [Vamos incentivar que sejam feitas] estações móveis, que podem ser uma alternativa para áreas rurais, elas podem ser um barco, um ônibus”.

Outra ação destacada pela secratária é o enfrentamento à violência contra a juventude negra, que foi uma reivindicação da 1ª Conferência Nacional de Juventude. “Vamos construir um conjunto de ações para reduzir os índices de mortalidade e de homicídios de jovens negros. Os dados da violência contra os jovens negros são alarmantes, estamos apresentando essa ação ainda este mês para debate. E essa é uma demanda dos próprios jovens”.

Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea), entre 2001 e 2007, a metade dos jovens negros, entre 15 e 29 anos, teve como causa da morte a violência, entre elas, o homicídio.

“Essas políticas têm como referência algumas prioridades definidas na primeira conferência, em 2008, e que também são parte de reivindicações de movimentos jovens de todo o Brasil. Caso da política de redução da violência contra jovens negros, inclusão digital de jovens rurais, as estações da juventude”, disse o presidente do Conselho Nacional de Juventude, Gabriel Medina.

A conferência será encerrada segunda-feira (12) em Brasília.

MEC deve homologar Base Comum Curricular na próxima quarta-feira
O Ministério da Educação informou que a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), aprovada hoje (15) pelo Conselho Nacional de Educação (CNE), deve ser ...
Presos da penitenciária federal da Capital são julgados por crime em RN
Um preso custodiado no presídio federal de Campo Grande foi julgado, ao lado de outros três homens, na quinta-feira (14) e nessa sexta-feira (15) por...
Governo Federal reduz período do horário de verão para 2018/19
O presidente Michel Temer assinou hoje (15) um decreto reduzindo em duas semanas o horário de verão em 2018. No ano que vem, a medida começará a vale...
Inscrições para o Vestibular 2018 da UFMS seguem abertas
A UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) segue com inscrições abertas para o Vestibular 2018, que selecionará alunos para cursos de gradua...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions