A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018

15/09/2015 11:31

Consórcio é multado em R$ 1,4 milhão por péssimas condições da BR-060

Caroline Maldonado
Condutores reclamam de acidentes em pista esburacada (Foto: Direto das Ruas)Condutores reclamam de acidentes em pista esburacada (Foto: Direto das Ruas)

O consórcio CC/CSL foi multado em R$ 1,4 milhão por descumprir cláusulas de contrato para manutenção da BR-060. O valor determinado pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) em Mato Grosso do Sul é de 10,0% sobre o valor da parcela da obra referente a obrigação assumida no cronograma de atividades.

Formado pelas empresas CC Pavimentadora e CSL Construtora Sacchi, o consócio também está proibido de participar em licitação, pelo prazo de dois anos. Segundo o Dnit, a determinação se dá em função de “conduta reprovável da contratada ao descumprir cláusulas contratuais”.

A obra de construção do acostamento e recapeamento da BR-060 foi iniciada em março de 2014 pelo consórcio, que tinha também a responsabilidade de manter a rodovia em bom estado. No entanto, condutores reclamam de condições precárias na via em diversos trechos, que perfazem 143 quilômetros.

Buracos já provocaram vários acidentes no trecho que liga a BR-163, no posto São Pedro, ao município de Chapadão do Sul, a 321 quilômetros de Campo Grande. O abandono da rodovia ultrapassa oito meses, conforme usuários. Em maio deste ano, o Dnit assumiu que a via estava abandonada e alegou que a empresa que realizava a manutenção na rodovia abandonou as obras em 2014 e o contrato foi reincidido.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions